Publicidade


abr 3

3 abril 2020

Afogados da Ingazeira segue com um caso descartado e outro sob investigação


Publicidade



A Secretaria Municipal de Saúde de Afogados da Ingazeira segue alerta e tomando as medidas necessárias e obrigatórias, protegendo a população do risco de contágio do Covid-19.

O Governo Municipal tranquiliza os afogadenses com boletins de informação, um caso descartado e outro sob investigação até o momento.


Postado em Sertão | Por

abr 3

3 abril 2020

Duelo entre donos de postos de combustíveis favorece clientes de Afogados da Ingazeira e Tabira

Publicidade


Uma guerra pra ver quem vende o combustível mais barato no Sertão do Pajeú está favorecendo os clientes de Afogados da Ingazeira e Tabira, na decisão ganha o que abre as portas também no cartão.

A gasolina está a R$ 3,68 nos dois postos de combustível, o etanol a R$ 3,35 no Auto Posto Alves, o diesel S10 está mais em conta em Tabira no Posto Nogueirão II a R$ 2,88 o litro.

 


Postado em Sertão | Por

abr 2

2 abril 2020

Toneladas de alimentos para Campanha Pernambuco Solidário

 

Governo do Estado recebe doação de duas toneladas de alimentos através da Campanha Pernambuco Solidário

 

Os donativos foram doados pelo Cremepe à Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude. Os itens se juntam a outras doações e serão distribuídos para população em pobreza e extrema pobreza nos municípios pernambucanos

Uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) e o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) garantiu a doação de cerca de duas toneladas de alimentos, água e produtos de higiene e limpeza, donativos que se juntam a outros itens arrecadados pela campanha Pernambuco Solidário contra o Coronavírus. A ação estimula instituições da sociedade civil e condomínios residenciais, além de empresas privadas, a fazerem esse tipo de doações, que serão enviadas para população pernambucana em situação de pobreza e extrema pobreza. Os produtos foram doados pelo Cremepe na tarde desta quarta-feira (01) e serão distribuídos para os municípios, que se encarregam de direcioná-los ao público.

O secretário da SDSCJ, Sileno Guedes, destaca que a doação do Cremepe vai gerar um impacto muito positivo nas vidas das famílias que estão mais vulneráveis, principalmente durante o período de isolamento social. “Quem pensava que os médicos estavam cuidando apenas da questão sanitária e da nossa saúde, temos aqui um belo exemplo de manifestação de solidariedade. Todos esses alimentos seguem agora para a central do Pernambuco Solidário para depois serem distribuídos para aquela camada da população que está fora dos programas sociais. Agradecemos aos médicos pernambucanos e pedimos que outras instituições e famílias também possam colaborar”, afirma. 

O presidente do Cremepe, Mário Fernando Lins, pontua que, como órgão de saúde, o Conselho se sente no direito de cuidar das pessoas no que diz respeito a suas necessidades básicas, como alimentação e higiene, e encoraja que mais profissionais e a sociedade se engaje na campanha. “Nesse momento, conclamamos os médicos a continuarem essa doação. Foi um gesto muito importante de solidariedade, estamos dando exemplo e esperamos que essa doação continue. Isso é resultado de uma semana de arrecadação que estamos doando ao Governo do Estado e queremos superar essa marca na próxima semana. Esperamos que a população se junte a nós para mitigar a fome e a necessidade de quem não tem condições”, ressalta. 

A campanha Pernambuco Solidário contra o Coronavírus mobiliza as entidades da sociedade civil, como Igrejas, Organizações não Governamentais (Ongs) e condomínios residenciais, a doar os produtos. Para isso, a SDSCJ oferece coletas em domicílio para contribuições de, no mínimo, 50 kg ou 50 litros de água. Para marcar data e horário da entrega das doações, as instituições devem entrar em contato com a Ouvidoria Social através do número 0800 081 4421 , (81) 3183-3055, ou pelo Whatsapp (81) 98494 1969, das 9h às 16h.  

Além dos contatos de telefone, o e-mail pesolidario.covid19@gmail.com também poderá ser utilizado. Através desses canais citados, é possível agendar o dia para que o caminhão disponibilizado pelo Governo do Estado passe no endereço indicado para o recolhimento. 

Já as empresas, indústria e comércio que quiserem doar poderão entregar no Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (CEASA), na BR 101 Sul, Km 70, Nº 550, Curado, Recife. No entanto, o #PernambucoSolidario também é voltado para pequenas doações. Nesse caso, o ponto de entrega é na SDSCJ, que fica na Av. Cruz Cabugá, 665 – Santo Amaro.

Serviço:

Doações de alimentos, itens de higiene pessoal e água mineral

Colaboração da Assessoria de Imprensa

Publicidade


Postado em RECIFE | Por

abr 2

2 abril 2020

Setor produtivo cobra do governador Paulo Câmara medidas que possam evitar estragos na indústria

Setor produtivo ainda espera posicionamento do Estado

 

Anunciadas pela imprensa na tarde da última terça-feira (31), as medidas do Governo do Estado ainda não atendem aos pleitos dos empresários

 

O setor produtivo do Estado ainda aguarda medidas mais enérgicas do governador Paulo Câmara para minimizar os estragos causados pela Covid-19 às empresas, sobretudo para as micro e pequenas. O pedido de socorro ganha reforço um dia depois de o governador anunciar medidas pífias à imprensa e que, até o momento, não atendem substancialmente às emergências das mais afetadas pela pandemia. 

Embora o Governo tivesse postergado a decisão com relação às medidas que envolvem o ICMS e o Refis Estadual para a reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), prevista para acontecer na próxima sexta-feira (3), havia uma expectativa do empresariado local de que, ao menos, esse primeiro decreto contasse com pontos primordiais à manutenção dos empregos e da sustentabilidade do Produto Interno Bruto (PIB) de Pernambuco.

Entre as medidas que não constam no decreto, e que poderiam ser tratadas na esfera estadual, estão a renegociação de débitos tributários, a ampliação, a flexibilização e a desburocratização das linhas de crédito disponibilizadas pela Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE); e a prorrogação de 90 dias para o pagamento de taxas de serviços essenciais para o setor produtivo, como gás e água.

Para o gerente de Relações Industriais da FIEPE, Maurício Laranjeira, agora, a saída é aguardar a discussão no Confaz e esperar que as pautas mais efetivas saiam de lá. “Sobretudo com relação ao diferimento do ICMS, que é fundamental para as empresas voltarem a crescer após essa crise sem precedente”, destacou. 

Colaboração de Raquel Menezes


Postado em RECIFE | Por

abr 2

2 abril 2020

Coisas que podemos aprender com a Pandemia


Postado em Editorial | Por