Publicidade


nov 7

7 novembro 2016

Waldemar Borges responde ao senador Armando Monteiro


Publicidade



waldemar-borges-foto-oficial-campanha

Em resposta ao senador Armando Monteiro, que criticou a gestão do governador Paulo Câmara no âmbito da segurança pública, o deputado estadual Waldemar Borges afirma que o Governo não lança mão de justificativas e relativizações para tratar da segurança pública. “No caso de 2015, conforme demonstra o Anuário de Segurança Pública, os estados do Nordeste estão no topo do ranking de CVLI. As estatísticas são um reflexo da grave crise econômica que afetou, especialmente, nossa região”, diz.

O líder do Governo lembra que essa crise, alimentada pelo desemprego e a recessão econômica, foi gerada dentro do governo Dilma, do qual o senador foi ministro e um dos principais porta-vozes. “Um governo que desconheceu a segurança como sendo um problema da nação, mas apenas dos estados brasileiros. Não há, hoje, uma política nacional tampouco recursos para apoiar as ações de segurança e combate aos crimes contra a vida. A mesma ausência se vê na questão do sistema penitenciário, que continuará insolúvel enquanto não houver uma política nacional, com financiamento federal, para auxiliar os Estados no desafio de ressocializar seus detentos. Enquanto na Saúde e na Educação, temos uma contrapartida da União, mesmo com um enorme subfinanciamento, o que vemos na gestão do sistema prisional e na segurança pública é o vazio em um conjunto de responsabilidades que deveriam ser compartilhadas com todos os entes federativos. A equação não fecha, e a conta está acima da capacidade dos estados brasileiros”, ressalta.

“Esses são desafios nacionais, suprapartidários, que jamais se resolvem com divisão, discursos sem substância e forjados no rancor das derrotas políticas”, completa o parlamentar. Borges reforça que, em 2015, o Pacto pela Vida foi fortalecido, colocando nas ruas mais 1,1 mil novos soldados da PM. Foi realizada também a maior promoção da história da PM e dos Bombeiros, beneficiando 7,1 mil profissionais. Implantadas quase mil câmeras de monitoramento no Estado. “Atendendo a um pleito histórico da população, instalamos Unidades do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI) em Toritama, Palmares e Goiana. O compromisso com a ação, no entanto, não foi coroado pelo êxito que desejávamos, mas continuaremos agindo obstinadamente”, enfatiza.

“Temos a clara ideia de que é preciso se reinventar. O crime se reinventa, e as nossas forças de segurança estão fazendo os ajustes necessários para reverter a situação, com muito trabalho e seriedade. Medidas estruturantes nas áreas operacional, de gestão de efetivo e investimentos já estão sendo implementadas. Como exemplo, ampliamos em oito as equipes de investigação dos homicídios, com apoio do Grupo de Operações Especiais; estamos remanejando o efetivo das áreas administrativas para a atividade fim, com reorganização das jornadas extras para os horários com maior incidência de mortes; entregas de quase 900 viaturas até o final do ano; renovação do parque tecnológico das polícias; inauguramos as novas instalações do 19º BPM, em Boa Viagem, e estamos implantando 25º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Jaboatão dos Guararapes. No início de 2017, Caruaru ganhará um batalhão especializado e quase 2.500 policiais (entre Civil, Militar e Científica), aprovados em concurso, serão formados e irão atuar pela paz dos pernambucanos”, revela.

Ida Comber

Assessoria de Imprensa


Postado em Política | Por

nov 7

7 novembro 2016

Operações intensificam fiscalização de alcoolemia

reportagem_fantastico_blitz_foto_anderson

reportagem_fantastico_blitz_foto_anderson

Com uma proposta diferenciada das blitzes convencionais, a Operação Rota de Fuga (ORF), que é desenvolvida pela Secretaria das Cidades, por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE e Lei Seca (OLS), que é coordenada pela Secretaria de Saúde e realizada em parceira com vários órgãos, têm obtido resultados bastante positivos nas ações realizadas na Região Metropolitana do Recife. Na última sexta-feira, 4, uma equipe do Fantástico, da TV Globo, acompanhou o funcionamento das operações realizadas na Avenida Dezessete de Agosto, em Casa Forte e na Avenida Engenheiro Antônio de Góes, no Pina.

A estratégia da ORF é descentralizar suas equipes, fazendo com que seu raio de cobertura abranja uma via principal e as vias nas quais deságua o trânsito dessa principal, tornando-se potenciais rotas de fuga para os infratores. Assim, a fiscalização se dinamiza, afastando-se do modelo tradicional da blitz estática e dessa forma detectando áreas onde ocorrem comportamentos como disputas de racha, ingestão de álcool, entre outros.

Já a OLS atua com nove equipes no Estado, sendo seis, na Região Metropolitana do Recife, e três, no Interior de Pernambuco. As ações são realizadas diariamente, em horários variados e de forma itinerante com o uso de vans informatizadas, em um trabalho que envolve 212 profissionais. Entre os anos de 2014 e 2015 houve um aumento na ordem de 10 mil abordagens a veículos nessa Operação, com a diminuição das infrações envolvendo o consumo de bebidas alcoólicas nas constatações, crimes e recusas.

Nesse final de semana o grande foco das blitzes foi a alcoolemia, percorrendo vários cantos da cidade em busca de condutores que ainda insistem em misturar álcool e direção. Somando a sexta e o sábado, foram abordados pela ORF 412 veículos, onde desses, aconteceu notificação de 25 condutores por dirigir após ingerir bebida alcoólica ou se recusar a fazer o teste do bafômetro.

Publicidade


reportagem_fantastico_blitz_foto_anderson

reportagem_fantastico_blitz_foto_anderson

Ainda nessa operação, em um dos veículos abordados foi encontrado drogas e tanto o condutor como os passageiros foram levados para fazer esclarecimentos na delegacia. Materiais educativos sobre as mudanças do Código de Trânsito Brasileiro – CTB foram distribuídos nos dois dias. Já a OLS que teve sua operação durante a madrugada do sábado realizou a abordagem de 318 veículos e aplicou 300 testes do bafômetro, atrelados ainda a distribuição de materiais educativos, porta lixo e preservativos. As duas atuam sempre em parceria com os batalhões de Polícia Militar da área e o Batalhão de Polícia de Trânsito – BPTran.

Pernambuco teve uma redução de acidentes de 5,5% em 2015, quando comparado ao ano de 2014, e ainda a diminuição de número de mortes em 12%. No estado, várias são as intervenções voltadas aos condutores a exemplo dessas operações e ainda são somadas as campanhas educativas, como as desenvolvidas pela Coordenadoria de Educação de Trânsito do DETRAN-PE, que durante todo o ano promove atividades em bares, universidades, escolas e grandes eventos.

REFORÇO

No último dia 28/10 o governador Paulo Câmara entregou 47 novos veículos para reforçar a segurança viária do estado, totalizando um investimento na ordem de 8,5 milhões de reais. Foram 30 Chevrolet Spin destinados as Operações Trânsito Seguro e Rota de Fuga, três Chevrolet Montana para o uso no deslocamento de equipamentos em apoio às operações de trânsito, oito Renaut Sandero para a Operação Lei Seca e cinco Chevrolet Spin para o Primeiro Batalhão de Polícia de Trânsito – BPTran. Além disso, foi entregue um caminhão Iveco, sendo o primeiro das 10 unidades previstas para o Programa Detran Itinerante, que irá atender 92 municípios que não contam com Unidades da Autarquia.

Jô Lima – DRT/PE 1443
Assessora de Imprensa e Publicidade Institucional


Postado em Notícias | Por

nov 7

7 novembro 2016

Senador Armando Monteiro chama de “descaso” o fracasso do Pácto Pela Vida

ana_5465Armando culpa “descaso” do governo pelo retrocesso do Pacto pela Vida

O senador Armando Monteiro (PTB), bateu forte no Pacto Pela Vida durante seu pronunciamento no Senado Federal, tratou como “descaso”  do governo o fracasso do Programa implantada ainda na gestão do ex-governador Eduardo Campos. Leia na íntegra todo o pronunciamento.

José Accioly
Assessoria de Imprensa Senador Armando Monteiro (PTB)

Publicidade


Postado em Política | Por

nov 7

7 novembro 2016

Colapso de barragem provoca alteração no calendário de abastecimento da cidade de Arcoverde

barragem-riacho-do-pau

Cidade será atendida por poços após colapso da Barragem Riacho do Pau


Publicidade

A seca extrema tem provocado o colapso de barragens usadas para o abastecimento humano em Pernambuco. A mais recente a sofrer os efeitos da estiagem prolongada foi a Barragem Riacho do Pau, localizada na cidade de Pedra, uma das fontes hídricas do município de Arcoverde, no Sertão do Moxotó. O manancial está com 0,9% da sua capacidade e não oferece mais condições de captação de água. Diante dessa realidade, a Companhia Pernambucana de Saneamento-Compesa precisou ampliar o calendário de distribuição do município.

Agora, o abastecimento de Arcoverde é feito somente pelos cinco poços da Bacia do Frutuoso, situado em Ibimirim. A água captada nos poços é transportada pela Adutora do Jatobá, ao longo de 69 quilômetros, até chegar na Estação de Tratamento (ETA) Arcoverde, com a vazão média de 82 litros por segundo. Com essa vazão disponível, a Compesa irá atender a cidade em um regime de cinco dias com água contra 23 dias sem. O novo calendário já está disponível no site da Compesa (www.compesa.com.br).
barragem-riacho-do-pau-2
De acordo com o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Augusto César de Andrade, a Companhia elaborou um criterioso planejamento e monitoramento da água armazenada na Barragem do Riacho do Pau para que fosse prolongado ao máximo a exploração do manancial, que tem a capacidade para acumular 16,8 milhões de metros cúbicos de água.

“Em maio deste ano choveu um pouco, e a barragem chegou a registrar 5% de sua capacidade. De lá para cá, a Compesa utilizou a água do manancial para complementar o abastecimento de Arcoverde junto com os poços”, explica. No mês de junho, o regime de abastecimento praticado na cidade era menor, de cinco dias com água para dez dias sem. Em outubro, já tinha sido ampliado para cinco dias com água e 15 dias sem.

Arcoverde é uma das sete cidades que serão beneficiadas com a Adutora do Moxotó, obra que já está com a primeira etapa em execução pela Compesa. O empreendimento vai captar água no Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco e será integrado à Adutora do Agreste. Trata-se de uma obra estruturadora que será realizada em duas etapas e prevê a implantação de 67 quilômetros de adutora em tubos de ferro fundido (600 mm de diâmetro), três estações elevatórias e a captação na Barragem do Moxotó.

barragem-riacho-do-pau-1A previsão é concluir as intervenções em 15 meses, a partir da data da assinatura da Ordem de Serviço. Quando as duas etapas estiverem concluídas – a segunda está em fase de licitação – a adutora fará a condução de água da Estação Elevatória -1, na Barragem do Moxotó, até a Estação de Tratamento de Água (ETA) em Arcoverde, onde o sistema será interligado à Adutora do Agreste – no trecho que a Companhia já concluiu para abastecer Arcoverde e as cidades de Pesqueira, Alagoinha e Belo Jardim.

Assessoria de Imprensa da Compesa


Postado em Notícias | Por

nov 7

7 novembro 2016

Justiça determina paralisação de empresas do polo gesseiro

3ed5840231ec3fb65cdf4dfa75c622bf_w600

Em duas decisões judiciais proferidas nos dias 30 de outubro e 3 de novembro, a justiça do Trabalho concedeu liminar ao pedido de interdição de duas empresas localizadas nos municípios de Trindade e Araripina, polo gesseiro de Pernambuco, feito pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) durante força-tarefa, realizada na semana de 24 a 28 de outubro. As decisões são das juízas do Trabalho Camila Augusta Cabral Vasconcelos (plantonista) e Carla Janaína Moura Lacerda.

De acordo com as decisões, deverá ser feita a interdição imediata dos estabelecimentos empresariais e a paralisação das atividades de calcinação, moagem, fabricação de gesso ou qualquer outra atividade finalística da empresa, retomando as atividades após inspeção a ser realizada por perito indicado pelo juízo, ou após a apresentação de laudo técnico firmado por profissional legalmente habilitado, que ateste a inexistência de grave e iminente risco de vida no pátio fabril da demandada.

Caso descumpram, os responsáveis legais das empresas estarão sujeitos à prisão em flagrante delito pelo crime de desobediência a decisão judicial e multa de 500 mil reais, a ser revertida ao Fundo de Amparo ao Trabalhador.

No pedido de interdição pelo MPT de uma das empresas, o órgão alegou que há anos tem feito tratativas para regularizar a saúde e segurança no local, mas sem sucesso. A petição inicial foi instruída com vários documentos, entre eles o relatório de inspeção, cópia de termos de ajuste de conduta, termo de conciliação, diversas fotografias e o relatório de análise pericial, feito durante a força-tarefa.
“As fábricas de gesso estão em atividade, com fornos funcionando e matéria-prima sendo abastecida (pedras de gipsita e lenha para os fornos), embora a estrutura do edifício esteja em precaríssimas condições, podendo, a qualquer tempo, ruir sobre os trabalhadores que laboram nos fornos e nas diversas outras partes da fábrica, causando-lhes imprevisíveis resultados”, informam os procuradores do Trabalho que ajuizaram as ações.

Como pedidos definitivos, o MPT pleiteia a demolição do forno, do telhado, da estrutura do galpão e da área de produção, das empresas, podendo ela ser realizada pela Defesa Civil do Município de Araripina/Trindade, pela Defesa Civil do Estado de Pernambuco, pelo Corpo de Bombeiros do Estado de Pernambuco ou mesmo por empresa especializada em demolição, sendo que todos os custos da demolição deverão ser suportados pela empresa ré.

As ações civis públicas correm na Vara do Trabalho de Araripina.

Força-tarefa

De 24 a 28 de outubro, o Ministério Público do Trabalho (MPT) realizou força-tarefa nacional no polo gesseiro do Araripe. Ao todo, 83 empresas foram inspecionadas nas cidades de Araripina, Ipubi, Trindade e Ouricuri. Em dois estabelecimentos, o risco de desabamento da estrutura era tão grave que o órgão pediu à justiça que ordenasse a demolição deles. Ao todo, 997 trabalhadores foram beneficiados diretamente com a ação.

Participaram da força-tarefa quatro procuradores, oito analistas periciais, cinco motoristas e 16 policiais rodoviários federais. Das 83 empresas fiscalizadas, 66 estavam em pleno funcionamento, 17 estavam fechadas, interditadas ou desativadas.

ACP – 0001242-06.2016.5.06.0401/ Shelton Gomes de Andrade – ME
ACP – 0001243-88.2016.5.06.0401/ Carlindo Joaquim de Santana

assinaturaatual


Postado em Notícias | Por

nov 7

7 novembro 2016

Não se desmotive com o sucesso que os outros demonstram no Facebook

capa-anonymos

Daniela do Lago

O fenômeno da internet mudou a forma como fazemos negócios hoje em dia. É possível ganhar dinheiro e construir uma carreira meteórica por meio das redes sociais. Rompemos as barreiras físicas e ganhamos o mundo, tornando o computador uma vitrine. O marketing digital está a todo vapor para ajudar a vender produtos e serviços.

Mas, e quando falamos de uma pessoa? Ou melhor, quando falamos de cada profissional em uma empresa? Será que a regra é a mesma? Vejo inúmeros profissionais que, na busca por aprovação, atenção e reconhecimento, postam informações, acreditando que vão experimentar o tal sucesso com as curtidas e comentários que recebem. Há uma carência por trás de tanta exposição virtual que as pessoas querem suprir pela aprovação e aceitação do outro.

Recebo alguns relatos de profissionais que estão construindo muito bem suas carreiras, mas se sentem extremamente angustiados pela comparação virtual. Como todos postam fotos de bons momentos, acreditam que os outros estão mais felizes do que eles. Acham que “a grama do vizinho” é melhor: que ele ganha muito mais dinheiro, tem mais reconhecimento na empresa, trabalha em um lugar mais legal, sempre viaja a trabalho para lugares incríveis, tem um chefe mais bacana, entre outros aspectos. Nessa comparação sem sentido se sentem fracassados e tendem a desistir de suas metas no meio do caminho.

Entendo que a comparação é positiva, nos faz melhorar. O problema é com quem você se compara. Nem tudo o que algumas pessoas postam nas redes sociais sobre sucesso profissional é verdade. As redes sociais são um instrumento perfeito para tentar passar a melhor imagem possível. Dessa forma, as pessoas utilizam vários elementos para criar uma imagem idealizada de si mesmas para vender aos outros.

Então não fique angustiado com o que lê por aí e foque em suas metas do mundo real. A trajetória de carreira é diferente para cada pessoa. Qual retorno efetivo, seja ele financeiro ou emocional, que as curtidas, número de seguidores e quantidade de visualizações lhe proporcionam?

Conheço bons profissionais que apresentam resultados fantásticos e servem de inspiração para continuarmos a agir na direção de nossas metas quando a vida fica pesada demais, mas tenho a impressão de que a minoria tem essa boa intenção. Use a internet a seu favor, de maneira estratégica para potencializar seus resultados e objetivos profissionais. Não acredite em tudo o que dizem por aí sobre salários, cargos e patrocínios. No mundo virtual, por enquanto, pode tudo, mas a verdade ainda se baseia em fatos.

* Daniela do Lago é coach de carreira, palestrante, professora dos cursos de MBA da Fundação Getúlio Vargas nas disciplinas de Gestão de Pessoas, Comportamento Organizacional, Comunicação e Relacionamento Interpessoal e escritora. Este artigo compõe o seu novo livro “UP! 50 dicas para decolar na sua carreira”, lançado recentemente pela Integrare Editora. A obra contém dicas práticas de comportamento no trabalho.

unnamed


Postado em Ciência e Tecnologia | Por

nov 7

7 novembro 2016

Governador Paulo Câmara destaca a importância do Programa Mãe Coruja

5o5a0105Paulo Câmara: “ O programa Mãe Coruja Pernambucana é o resultado da inspiração e trabalho de muita gente”

Governador destacou Iniciativa estadual durante a abertura, nesta segunda-feira, do  VI Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância, no Recife

A expertise do Governo de Pernambuco na condução de projetos voltados ao desenvolvimento da primeira infância foi compartilhada pelo governador Paulo Câmara, nesta segunda-feira (07.11), na abertura do VI Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância, no Recife. Realizado pela primeira vez em uma cidade do Nordeste, o encontro é promovido pelo Núcleo Ciência Pela Infância (NCPI), em parceria com o Programa Mãe Coruja Pernambucana, iniciativa com atuação reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU). Na ocasião, o chefe do Executivo estadual destacou a importância do programa.

“Como governador, tenho satisfação em compartilhar a experiência do Governo do Estado no desenvolvimento de uma política pública tão importante quanto é o Mãe Coruja, que muitos de vocês já tomaram conhecimento. O programa é o resultado da inspiração e trabalho de muita gente”, destacou Paulo, que esteve acompanhado da primeira-dama Ana Luiza. O gestor lembrou ainda que o programa começou a ser desenvolvido na primeira gestão de Eduardo Campos, em 2007. “Em sua formação, já era notável que o programa seria uma política de Estado capaz de ir além do alcance de cada um de nós, com respaldo político e reconhecimento social capaz de ultrapassar mandatos”, grifou Câmara.

Diante de uma plateia de estudiosos e técnicos atuantes no segmento, o gestor ressaltou a necessidade de assegurar recursos para manter os projetos. Paulo Câmara recordou que enviou à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) um Projeto de Lei para tornar impositivo os recursos do Mãe Coruja Pernambucana. Com isso, as rubricas destinadas ao programa serão protegidas por Lei. “Prioridade não é conversa, é orçamento. Só tem prioridade aquilo que tem recursos garantidos”, disse o governador.

Com o tema “Primeira Infância: Prioridade Absoluta”, o encontro local debaterá, entre outros, sobre a qualidade da atenção à primeira infância, o fortalecimento das potencialidades dos adultos para o desenvolvimento das nossas crianças. Ao destacar a parceria com o Governo de Pernambuco, o presidente do NCPI, Eduardo de Campos de Queiroz, afirmou que o Mãe Coruja é um exemplo para o Brasil e que a organização vai atuar no projeto. “Agora, nós também vamos trabalhar na avaliação e na organização do programa”, frisou o gestor.

Para o presidente do Conselho de Curadores da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, Dario Guarita, o tema requer a união de esforços de todos os atores da sociedade. “A nossa causa é global e precisa de uma ação direta”, destacou o executivo. Guarita salientou que a edição Nordeste do simpósio já superou, em número de inscritos, a última realizada em São Paulo. “Hoje, são 450 inscritos para debater sobre uma causa tão importante para o País.

MÃE CORUJA – Nesta segunda-feira, das 17h30 às 18h30, será uma mesa vai relatar a experiência e resultados do Mãe Coruja ao longo desses nove anos. Na ocasião, será apresentada a iniciativa de sistematização da experiência do programa em quatro volumes, constando o histórico (I), a metodologia/manual técnico (II), a pesquisa quantitativa (III) e a pesquisa de avaliação qualitativa do (IV). Participarão da mesa a coordenadora do Conselho Consultivo do Mãe Coruja Pernambucana, Ana Elizabeth Andrade Lima, o jornalista Evaldo Costa, a economista Tânia Barcelar e o professor Ricardo Paes de Barros.

Repleta de ideias para debater no simpósio, a técnica Amanda Cavalcanti veio do município de Condado, na Mata Sul. No Mãe Coruja desde 2014, a jovem detalhou os avanços do projeto. “As crianças não querem deixar o programa, tornando um vínculo para esses futuros jovens pernambucanos”, afirmou a técnica. Amanda disse ainda: “Esse encontro vem trazendo novos temas para a gente debater”.

Acompanharam o governador Paulo Câmara e a primeira-dama Ana Luiza, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, a primeira-dama do Recife, Cristina Mello; e a coordenadora do Mãe Coruja Pernambucana, Ana Elisabeth Andrade Lima.

Fotos: Wagner Ramos/SEI

Gilberto Prazeres
Gerente de Relações com a Imprensa

Cecília Ramos
Secretária Executiva de Imprensa

Ennio Benning
Secretário de Imprensa


Postado em Política | Por

nov 7

7 novembro 2016

Cantora Irah Caldeira cobra cachê do mês de junho

back_main3É mais um momento em que um artista desabafa quanto aos atrasos do governo de Pernambuco ainda do mês de junho.

A cantora Irah Caldeira fez um vídeo e colocou no Facebook, fazendo um apelo para que seja solucionado o problema dos atrasos ainda de junho, relatando inclusive que todos os custos das apresentações foram bancadas por ela, disse ter sido um empréstimo ao governo, mas agora quer receber. Irah Caldeira disse em seu vídeo que procurou algumas pessoas e não teve sucesso, pessoas do governo, por isso, levou a fazer o apelo nas redes sociais, pedindo para que compartilhem.

Veja a matéria completa na Rádio Jornal


Postado em Notícias | Por

nov 7

7 novembro 2016

Secretários mantidos pela competência no governo Patriota

trophy-153395_1280A imprensa local destacou a permanência dos secretários de Patriota, pelo menos se especula, o fato é que os nomes citados são figuras presentes no trabalho e no cenário diário do governo de José Patriota, entre os nomes está o do jornalista Rodrigo Lima (Imprensa), Artur Amorim (Saúde), Silvano Brito, o popular “Bombinha” (Obras), ainda tem Ademar Oliveira (Agricultura).


Postado em Sertão | Por

nov 7

7 novembro 2016

Correios de Tabira não agrada clientes

digaprodono_sucesso1-278x300Clientes cobram melhoria no atendimento dos Correios de Tabira – A Agência dos Correios em Tabira não é sinônimo de bom atendimento. A reclamação dos clientes é contra o resumido número de funcionários o que provoca demora no atendimento e uma grande fila na Agência. Em contato com a produção dos Programas Rádio Vivo e Cidade Alerta, os clientes informaram que os Correios Tabira tem apenas dois funcionários: o gerente e um caixa.

Do Cidade Alerta com Anchieta Santos


Postado em Comunidade | Por

Página 505 de 967« Primeira...102030...503504505506507...510520530...Última »