Publicidade


nov 24

24 novembro 2015

Congresso Getrin6 | Livro O verso dos trabalhadores é apresentado ao público recifense em bate-papo com autores‏

Publicidade


A escritora Clara Arreguy e o fotógrafo Geyson Magno participam de mesa-redonda na terça-feira, às 15h40, no auditório da Fiepe

O livro O Verso dos Trabalhadores, que reúne obras inéditas de Mia Couto, Eliane Brum, Xico Sá, Marcelo Rubens Paiva, Clara Arreguy, Walter Firmo, Geyson Magno e vários outros escritores e fotógrafos, será apresentado ao público recifense durante o 2º Congresso Pernambucano de Trabalho Seguro, na terça-feira (24), às 15h40, no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe). O evento é realizado pelo Grupo de Trabalho Interinstitucional de Prevenção de Acidentes de Trabalho da Sexta Região (Getrin6).

Na ocasião, um dos organizadores do projeto, o jornalista Alessandro Soares, irá coordenadar mesa-redonda com Geyson Magno, que assina dois ensaios fotográficos no livro, Gesseiros e Vaqueiros, e a escritora Clara Arreguy, autora do conto Isaulina. Resultado de um ano e meio de produção, o livro também é composto de textos de Milton Hatoum, Lya Luft, José Luiz Passos, José Rezende Jr., e fotografias de Tibério França, Avener Prado e Marlene Bergamo.

Publicado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), por iniciativa da Coordenadoria de Combate às Fraudes Trabalhistas (Conafret), em parceria com a editora Terceiro Nome, o livro foi lançado em agosto deste ano, em Brasília. Como forma de inovar no congresso deste ano, incluindo na programação uma atividade cultural, o Getrin6 articulou a mesa-redonda com os autores. A novidade permitirá que o público faça contato com o mundo do trabalho através da perspectiva artística, especificamente por meio de fotos e textos. O Verso dos Trabalhadores traz o universo laboral sem a aridez dos termos jurídicos, apresentando visões particulares de autores que aceitaram o desafio de produzir imagens e textos especialmente para o projeto.

ImageProxy.mvc-15

Livro reúne fotografia e literatura, com diferentes perspectivas sobre a realidade do trabalho no Brasil

Sobre o projeto

“O Verso dos Trabalhadores nasce do desejo de incentivar a reflexão sobre as profissões, suas simbologias e impactos na vida contemporânea. A partir dessa ideia, convidamos diferentes autores a fazerem literatura e fotografia especialmente para o projeto”, explica o jornalista Alessandro Soares que, juntamente com o colega de profissão Rodrigo Farhat, organizaram o livro. Os nove escritores produziram obras em diferentes gêneros literários, de crônica a carta, passando por artigo e conto. O único texto não inédito é a História de Dois Encontros, de Milton Hatoum, que assina o prefácio da edição.

Entremeando o material literário, sete ensaios fotográficos completam a obra. Dois são de autoria de Geyson Magno e outros dois do Tibério França. Avener Prado, Marlene Bergamo e Walter Firmo integram a lista com um ensaio cada. “As narrativas e os enquadramentos de imagens foram concebidos sem qualquer necessidade de obediência a regras e conteúdos, por vezes, superficiais, da notícia. Os textos de ficção aqui reunidos contribuem para uma melhor apreensão da realidade, mostrando novos ângulos e olhares, dado voz a afetos, dores e pensamentos”, argumenta Alessandro Soares.

O livro, de distribuição gratuita e limitada, foi produzido com recurso de multas envolvendo ações do MPT aplicadas a empresas que infringiram leis trabalhistas, especificamente destinados a ações de comunicação. A publicação está disponível na internet pelo site http://www.oversodostrabalhadores.com.br/

Perfil dos participantes do evento

Clara Arreguy

Jornalista e escritora, Clara Arreguy nasceu em Belo Horizonte e vive em Brasília desde 2004. Trabalhou nos jornais Estado de Minas e Correio Braziliense e escreveu crônicas para a revista Veja Brasília. Atua como blogueira de literatura e editora de livros, sites e portais. Edita também livros de outros autores, por meio de seu selo, Outubro Edições, e produz textos para publicações de fotografia. É autora de oito livros.

Em 2015 lançou o volume de contos Sonhos Olímpicos (Franco Editora, Juiz de Fora) e o romance Dia de Sol em Tempo de Chuva (Chiado Editora, Portugal). Os outros livros de Clara Arreguy são Siga as setas amarelas: de bicicleta no caminho de Compostela (Outubro Edições, romance, 2014), Rádio Beatles (Outubro Edições, romance, 2012); Catraca Inoperante (Outubro Edições, crônicas, 2011), Tempo Seco (Geração Editorial, romance, 2009); Fafich (Conceito Comunicação, memórias, 2005); e Segunda Divisão (Editora Lamparina, romance, 2005).

Geyson Magno

Fotógrafo profissional desde 1993, com atuação nas áreas de fotografia editorial (fotojornalismo) e fotografia publicitária. Realizou fotografias para diversas empresas de comunicação nacionais e internacionais. Possui um acervo fotográfico do Nordeste brasileiro com mais de 15.000 imagens. Foi coordenador de Fotografia da Secretaria de Cultura do estado de Pernambuco de 2009 a 2011, nesse período foi gestor, implementando políticas públicas para o setor.

Participou das comissões julgadoras de diversos concursos de fotografia( Prêmio Cristina Tavares de Jornalismo/PE, Prêmio Mestre Salustiano de Fotografia/PE, Prêmio de fotografia Pernambuco Nação Cultural/PE, Prêmio Nordeste de Fotografia, entre outros). É autor do livro e da exposição Encourados, 2006. Vencedor do Prêmio de Fotografia Pernambuco Nação Cultural 2008, e dos Prêmios Abril de Fotojornalismo em 1998 e de Jornalismo em 2009. Menção Honrosa no Salão Paraibano de Fotografia em 1999, João Pessoa e dos Salões FINEP de Fotografia em 1996 e 1997/RJ. Graduando do curso de Licenciatura Plena em Filosofia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caruaru.

Getrin6

Integrado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE), Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco, a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (MTE-SRTE/PE), a Advocacia-Geral da União (AGU) e o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), além da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro/PE), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Prefeitura Municipal de Olinda, o Getrin6 desenvolve em Pernambuco as ações do Programa Trabalho Seguro. O Programa é uma iniciativa do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e tem como gestores regionais os magistrados do TRT-PE, desembargador Fábio Farias e juíza Ana Freitas.

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Trabalho

Selassié Andrade


Postado em Notícias | Por

nov 24

24 novembro 2015

Jornal Expresso em mais uma edição

PAGINA 01-3


Publicidade


Postado em Sertão | Por

nov 24

24 novembro 2015

IPA apresenta Macroprogramas Multisetoriais nesta quarta-feira 25

DSC_0005

O seminário dos “Macroprogramas Multisetoriais do Instituto Agronômico de Pernambuco – 2016/2019” será realizado na próxima quarta-feira (25/11), no auditório da sede do Instituto, das 9h às 17h. O objetivo é apresentar as diretrizes prioritárias da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (Sara), que serão executadas pelo IPA, no período de 2016/2019. Participarão cerca de 250 profissionais, entre supervisores e gerentes regionais, técnicos das estações experimentais e dos escritórios, além de representantes de entidades parceiras.

As ações do IPA serão orientadas por seis Macroprogramas Multisetoriais. São eles: Apoio a Reestruturação da Pecuária de Leite no Estado de Pernambuco; Apoio à Produção de Alimentos Básicos (grãos, raízes e tubérculos); Apoio à criação de Pequenos Animais (caprinos, ovinos, apicultura e piscicultura); Apoio ao Desenvolvimento de Sistema de Produção de Frutos e Hortaliças; Apoio à Inclusão Produtiva, Cidadania e Empreendedorismo; e Apoio à Preservação dos Recursos Naturais.

“Essa nova configuração surgiu a partir do debate, iniciado em junho, para elaboração dos Planos de Ações Municipais. A partir do entendimento de que algumas ações não têm fim em si mesmas, devido ao ganho social, foi necessário a constituição dos macroprogramas, com objetivos e metas a serem alcançados até 2019”, explica o coordenador do Núcleo de Planejamento do Instituto, Hildeberto Rodrigues. Também foi levado em consideração o conteúdo do Mapa de Objetivos Estratégicos do Governo de Pernambuco o qual norteia as principais ações do IPA.

Publicidade

Segundo Rodrigues, os Macroprogramas são compostos por indicadores de acompanhamento e metas, que permitirão avaliar o impacto a ser acusado no meio rural, sobretudo, junto aos agricultores beneficiários de programas governamentais.  “Levamos em conta a realidade do Semiárido do Nordeste, tendo a baixa precipitação pluviométrica como regra e não exceção”, destaca Rodrigues.

As ações previstas focam na convivência com o Semiárido, aumento da produtividade agropecuária, sustentabilidade e preservação do meio ambiente, além de inserção de mulheres e jovens no mercado. Nesse sentido, foram revisados os papéis e atribuições de todos os técnicos do IPA, os quais estão diretamente envolvidos nos programas. Para a elaboração desses macroprogramas, foram constituídas equipes multidisciplinares compostas por pesquisadores e extensionistas.

Núcleo de Comunicação do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA)


Postado em Notícias | Por

nov 24

24 novembro 2015

Prefeitura promove 1º Fórum Municipal de Juventude em Afogados da Ingazeira

patriota falou na aberturaSerá realizado na próxima quinta (26) o 1º Fórum Municipal de Juventude de Afogados da Ingazeira. O encontro se dará no auditório da Secretaria Municipal de Assistência Social, de 8 às 12h30.

O Fórum está sendo organizado pela Secretaria de Assistência e Coordenadoria de Políticas para as Mulheres, em parceria com diversas entidades da sociedade civil. O objetivo é discutir e implantar o Conselho Municipal de Juventude. Os organizadores solicitam aos diversos segmentos que encaminhem, por ofício, a indicação de seus representantes para a composição do Conselho. O ofício deve ser entregue até a data do evento na Secretaria de Assistência Social (no prédio do antigo Fórum – Rua Senador Paulo Guerra)

Os segmentos que podem e devem participar são: movimento estudantil, juventude de associações e conselhos de bairros, coletivos de cultura, coletivos de esporte e lazer, juventude quilombola e negra, juventude do campo, entidades religiosas, juventude com deficiência, juventude LGBT, ONG’s, poder público e outras entidades (maçonaria, Rotary).

Foto: Patriota falando na abertura da 2º Conferência Municipal de Juventude

Prefeitura de Afogados da Ingazeira
Núcleo de Comunicação Social

Postado em Sertão | Por

nov 24

24 novembro 2015

Creche inacabada virou ponto de prostituição e drogas denuncia oposição em Sertânia

CRECHE - 01AA obra da creche localizada na Rua Edson leite, próxima ao Centro Social Urbano, que teria capacidade para atender a 120 crianças de 0 a 5 anos, em dois turnos, encontra-se em estado deplorável.

IMG_2822

A reportagem do Sertânia News comprovou a denúncia, no último domingo, dia 22, quando registrou-se um cenário caótico em um ambiente que teria por finalidade proteger as crianças e dar oportunidade as mães que não podem pagar pelo serviço.

IMG_2819

IMG_2820Atualmente, é um ponto de prostituição. Um local onde indivíduos se reúnem para ter relações sexuais e se drogar. Outro fato que causa indignação é que no mesmo local se avistou dejetos de animais, além da depreciação natural do patrimônio decorrente do abandono, conforme pode ser visto nas imagens.

Matéria do sertanianews.com.br


Postado em Sertão | Por

nov 24

24 novembro 2015

Em Tabira mais de 20 servidores municipais recebem o Bolsa Família irregularmente, coordenadora aponta falhas no sistema

84028-consulta-bolsa-familia-pelo-nome-nis-cpf-online-1Se colocando à disposição da Câmara de Vereadores para debater o Programa Bolsa Família em Tabira, a Coordenadora Socorro Leandro falou ontem a Rádio Cidade FM.

A gestora disse que a Portaria 10/2012 do MDS impede a liberação da relação dos beneficiários para o Poder Legislativo. Mesmo assim Socorro sugeriu que os parlamentares busquem informações junto ao Portal da Transparência.

Sobre irregularidades, Socorro admitiu que atualmente existem mais de 20 servidores municipais recebendo indevidamente e que já foram aconselhados a pedir o afastamento. Ela disse que os profissionais do Programa respeitam a autodeclararão do beneficiário, escrevendo o que eles respondem.

Agora, entendendo que as afirmações estão incorretas, faz uma observação e encaminha ao MDS. Sobre a denúncia do empresário Téa da Damol, citando a funcionária da Câmara, Aparecida de Vianey Justo, a Coordenadora informou que em 10 de fevereiro/2015 a mesma declarou renda de R$ 333,00 por pessoa e que por falha do sistema o benefício não foi cortado, mesmo estando irregular.

A diretora disse que Téa ao invés de denunciar na imprensa, poderia ter procurado a Coordenação do Bolsa Família para informar, isso depois de Socorro admitir que desde fevereiro já sabia que o pagamento era improcedente.

Socorro cometeu algumas contradições durante sua participação. No início da entrevista disse não ter autoridade para cortar o benefício irregular; no final pediu a sociedade para denunciar, para que a Coordenação pudesse afastar.

Do Rádio Vivo 


Postado em Sertão | Por

nov 24

24 novembro 2015

Barragem de Ingazeira e Adutora do Pajeú na visita do diretor do DNOCS ao Pajeú

scale-750x750-7Em contato com o Prefeito de Ingazeira Luciano Torres, o novo Coordenador Estadual do Dnocs em Pernambuco, Emílio Duarte de Souza e Silva, confirmou para os próximos dias duas visitas a região.

Na sexta-feira estará na área da Barragem da Ingazeira para supervisionar a obra e tratar das indenizações ainda pendentes.

Em contato com a produção do Rádio Vivo, o gestor Ingazeirense revelou que na próxima semana Dr. Emilio voltará a região para cuidar da obra da Adutora do Pajeu que abreviada solucionará o abastecimento de água das cidades de São Jose do Egito, Tuparetama, Ingazeira e Iguaracy.

Do Rádio Vivo com Anchieta Santos


Postado em Sertão | Por

nov 23

23 novembro 2015

Tadeu Alencar reforça campanha contra a flexibilização do Estatuto do Desarmamento

FOTO1
“Estamos iniciando por Pernambuco uma cruzada contra uma temeridade. A flexibilização do Estatuto do Desarmamento é uma tentativa de desmontar o esforço de muita gente que se empenhou nesse país para promover uma cultura de paz”. A advertência foi feita pelo deputado Tadeu Alencar (PSB), nesta segunda-feira (23), ao discursar durante o ato suprapartidário pela preservação e fortalecimento do Estatuto do Desarmamento, realizado no Palácio do Campo das Princesas e já batizado de “Movimento menos armas, mais vida”.

Comandado pelo governador Paulo Câmara, o evento contou com a participação do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, do presidente do Senado, Renan Calheiros, vários parlamentares federais e estaduais de diversos partidos, além de especialistas em segurança pública e representantes da sociedade civil. Todos tendo em comum a preocupação de evitar a aprovação do projeto de lei, em tramitação no Congresso Nacional, que permite às pessoas andarem armadas nas ruas.

ROBERTOPEREIRA1
Esse projeto, de acordo com o deputado socialista, faz parte de uma agenda conservadora que vem sendo equivocadamente debatida por alguns parlamentares no Congresso. “Essa agenda conservadora nos preocupa. Não podemos continuar discutindo retrocessos, a exemplo de propostas como a redução da maioridade penal, da precarização das relações de trabalho ou do projeto do presidente da Câmara que dificulta a punição de agressores de mulheres vítimas de estupro. São absurdos que sequer deveriam ter sido colocados em pauta”, afirmou Tadeu Alencar.

Em sua fala, o parlamentar lembrou que esteve ao lado do ex-governador Eduardo Campos quando teve início a construção do Pacto pela Vida em Pernambuco, um programa de combate à violência que serviu de exemplo para todo o Brasil. “Faz todo sentido que hoje estejamos novamente iniciando por Pernambuco essa nova cruzada. Nosso Estado tem uma tradição libertária e insurgente, e vamos mostrar ao País que segurança pública não é apenas assunto de polícia”, disse Tadeu, defendendo a implementação de políticas públicas modernas de combate à violência. “Precisamos é fortalecer o Estatuto do Desarmamento. Que esse ato de hoje sirva de exemplo para o Brasil”, completou.

Por sua vez, o governador Paulo Câmara reforçou que o Estatuto do Desarmamento dialoga diretamente com as políticas de segurança do Estado. Segundo ele, o Pacto pela Vida tem atuado incessantemente na redução de homicídios e, sobretudo, na preservação de vidas. “Este foi o pontapé inicial de uma discussão que já vinha sendo feita no Brasil, mas que, nos últimos meses, temos aprofundado. Diante do desafio que é fazer segurança pública no Brasil, Pernambuco sabe que a flexibilização do estatuto precisa ser combatida incansavelmente”, defendeu o governador.

Para o ministro José Eduardo Cardozo, o projeto em tramitação é um retrocesso, e que o ato suprapartidário desta segunda-feira é a chance de dialogar contra essa possibilidade de recuo nas políticas públicas contra a violência. “Armas não são instrumentos de defesa. Armas são instrumentos de ataque”, resumiu.
O presidente do Senado Renan Calheiros afirmou que não há como ter certeza de que a matéria será aprovada pelo Congresso, mas prometeu combate-la. “A mobilização social vai influir diretamente, tanto na Câmara quanto no Senado. A flexibilização é um retrocesso e o parlamento não pode se associar com esses mercadores de vida”, concluiu.

Considerado uma das maiores autoridades na área no País, o secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, participou do ato e defendeu a aplicação de uma pena mais dura para quem faz uso de armas de fogo. “O cidadão comum não quer andar armado. Ele tem vergonha de ter que portar uma arma. Ele pode dizer que não tem segurança. Então, vamos canalizar os esforços para melhorar a segurança”, afirmou.

Da Assessoria de Imprensa do deputado federal Tadeu Alencar


Postado em Notícias | Por

nov 23

23 novembro 2015

Conab descumpre decisão judicial por não empossar aprovados em concurso

Condenada pela justiça em ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) está obrigada a convocar os candidatos aprovados para o cargo de Analista/Direito, ainda que em cadastro de reserva. No entanto, a companhia teve o prazo de 30 dias para cumprir a decisão judicial, mas não tomou as providências. Diante do descumprimento, nesta quinta (19), o MPT solicitou ao judiciário a aplicação de multa.

A multa prevista na sentença pelo descumprimento é de cinco mil reais por candidato não convocado, reversíveis ao Fundo de Amparo ao Trabalhador. De acordo com a procuradora do Trabalho à frente do caso e autora da ação, Lívia Viana de Arruda, a entidade possui contrato com escritório de advocacia para realização dos serviços jurídicos quando há candidatos aprovados em certame público aguardando, desde dezembro de 2014, nomeação para o cargo.

A procuradora reforça que a prática do órgão não é um ato isolado. “Há vários anos, a Conab vem se utilizando da contratação de escritórios de advocacia terceirizados, o que já foi, inclusive, objeto de censura pelo Tribunal de Contas da União e pela Controladoria-Geral da União”, diz.

Entenda o caso

A Conab realizou concurso público no ano de 2014 visando ao preenchimento de uma vaga de Analista/Direito e formação de cadastro de reserva. O certame foi concluído em dezembro de 2014 e apenas dois candidatos foram empossados. Em março deste ano, o MPT recebeu denúncia de que o órgão possui contrato de prestação de serviços com sociedade de advogados enquanto os aprovados aguardam nomeação.

Durante a investigação, o MPT verificou que a Conab estava promovendo novo cadastramento de sociedades de advogados em detrimento da nomeação dos candidatos do cadastro de reserva. Diante disso, a procuradora responsável pelo inquérito decidiu ajuizar ação civil pública. No dia 16 de outubro deste ano, a justiça do trabalho condenou a empresa a empossar os aprovados no prazo de 30 dias, além de extinguir os contratos com sociedades de advogados em 60 dias.

Cadastro de reserva

Lívia lembra que o candidato aprovado em cadastro de reserva deve ser nomeado quando houver terceirização da função para a qual ele fez concurso, ou seja, se houver preterição. “O concorrente aprovado em cadastro de reserva tem o direito subjetivo de ser nomeado para cargo ou emprego público quando a Adminsitração Pública deixar de convocá-lo porque promoveu a contratação temporária de terceiros para a mesma atividade, como aconteceu com a Conab”.

Assessoria de Comunicação

Mariana Banja


Postado em Notícias | Por

nov 23

23 novembro 2015

Congresso aprecia veto de Dilma aos efeitos da PEC da Bengala para todos os servidores públicos

Bonecos - Desembargador 034

O Congresso Nacional deve apreciar nesta terça-feira (24), em sessão conjunta, vetos da presidente Dilma Rousseff. Dentre esses vetos está o projeto de autoria do senador José Serra (PSDB), que estende os efeitos da “PEC da Bengala” para todos os servidores públicos. O presidente da Associação Nacional dos Desembargadores, o pernambucano Bartolomeu Bueno, que há anos vem encampando essa luta a favor da extensão da PEC para todo o funcionalismo público, afirmou que vai acompanhar a votação de perto.

Bartolomeu Bueno vem se articulando com as principais lideranças da Câmara e do Senado Federal em prol da rejeição ao veto da chefe do poder executivo. A sessão marcada para às 19h depende da presença da maioria absoluta dos deputados e senadores.

Segundo o desembargador, essa proposta além de contribuir com o atual momento de crise financeira nacional, gerando uma economia da ordem de R$ 1,5 bilhão, por ano, também traria o benefício de reter a experiência profissional desses servidores em prol da melhoria dos serviços públicos.

“Considerando que a presidenta Dilma Rousseff sancionou, recentemente, a Lei 13.183, que institui nova regra para aposentadoria que varia progressivamente de acordo com a expectativa de vida da população brasileira, entendemos que o veto mostra-se incoerente com a finalidade social e econômica da referida Lei”, acrescentou Bartolomeu Bueno.

PEC da Bengala – Emenda Constitucional que altera de 70 para 75 anos de idade a aposentadoria compulsória dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), do Tribunal de Contas da União (TCU) e de outros Tribunais Superiores.

Assessoria de Imprensa

Associação Nacional dos Desembargadores


Postado em Notícias | Por

Página 791 de 1.038« Primeira...102030...789790791792793...800810820...Última »