Publicidade


Sábado é o Dia D da campanha de vacinação antirrábica. Mais de 100 mil cães e gatos devem ser vacinados no Agreste Meridional

12 set 2018|Postado em:Sertão

Os municípios pernambucanos realizam no próximo sábado (15.09) o dia D da Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica Canina e Felina. Neste dia, cerca de 8 mil pontos de vacinação estarão funcionando, de acordo com a organização de cada cidade. A meta no Estado é imunizar mais de 1,5 milhão de cães (1.160.989) e gatos (366.855).

No Agreste Meridional, sob coordenação da Vigilância em Saúde da V GERES, sediada em Garanhuns, espera-se a vacinação de mais de 120 mil animais, segundo a apoiadora institucional Michelle Paschoal. “São mais de 80 mil cães e quase 40 mil gatos que precisam ser vacinados. As secretarias municipais de saúde estarão com ações específicas para o Dia D da campanha nacional.”

Catarina Tenório, gestora regional de saúde, reforça a importância da campanha. “Estamos contatando pessoalmente os gestores para que deem prioridade à ação. Tivemos excelentes resultados na vacinação contra a poliomielite e sarampo em nossa regional, e com a participação de todos, vamos também conseguir bater as metas do Ministério da Saúde”.

SAIBA MAIS

A Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica tem o objetivo de controlar a circulação do vírus da raiva canina e felina, prevenindo, assim, a raiva humana.

A raiva é uma doença viral e infecciosa, transmitida por mamíferos. A transmissão da raiva se dá pela penetração do vírus contido na saliva do animal infectado, principalmente pela mordedura, arranhadura e lambedura de mucosas. O vírus penetra no organismo, multiplica-se e atinge o sistema nervoso periférico e, posteriormente, o sistema nervoso central. O coordenador estadual do Programa de Controle da Raiva, da SES, Francisco Duarte, ressalta que a melhor forma de prevenção é vacinação. Quem não conseguir vacinar seu animal no dia D da Campanha deve procurar a secretaria de saúde do seu município, no setor de zoonoses.

Ao ser agredida por um animal, a pessoa deve lavar imediatamente o ferimento com água e sabão, e procurar com urgência o Posto de Saúde mais próximo. Cães raivosos apresentam sintomas como: agressividade (atacando pessoas e objetos) ou tristeza (procurando lugares escuros), salivação excessiva, dificuldade para engolir, latido rouco e paralisia das patas traseiras. Nos humanos, a doença ataca o sistema nervoso central, levando à morte. O período de incubação é extremamente variável, desde dias até anos, com uma média de 45 dias, no homem, e de 10 dias a 2 meses, no cão.

O tratamento profilático anti-rábico também é recomendado para toda agressão por espécie silvestre (morcegos, raposa/cachorro do mato e sagüis). O soro e a vacina para esse tratamento estão disponibilizados na rede do SUS, gratuitamente. A vacina antirrábica canina também é gratuita. O único meio de prevenir a ocorrência da doença em áreas urbanas é por meio da vacinação anual de cães e gatos.

*Sobre informações da Secretaria Estadual de Saúde

Colaboração de Ronaldo César da VOX

Deixar uma resposta


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*