jun 23

23 junho 2017

Temer comete gafes na Noruega e confunde país com ‘Suécia’

O presidente Michel Temer cometeu gafes nesta sexta-feira (23) durante um encontro oficial com a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, em Oslo. O brasileiro ficou em saia justa quando a premier teceu duras críticas à corrupção. Em seguida, confundiu-se todo, dizendo que visitaria o “Parlamento brasileiro” e se reuniria com o “rei da Suécia”.

“Estamos preocupados com a Lava Jato e é preciso fazer uma limpeza e encontrar uma solução”, afirmou Erna Solberg, ao lado de Temer. Segundo ela, o Brasil vive uma época de “desafios” e “turbulência”. Atualmente, a Noruega também investiga empresas que teriam pagado propina a ex-diretores da Petrobras ou executivos que manteriam contas no exterior.

Temer, desconcertado com as críticas da premier, confundiu-se todo ao tomar a palavra para seu discurso. Em vez de anunciar sua visita ao Parlamento norueguês e seu encontro com o rei do país, o peemedebista disse que iria ao “Parlamento brasileiro” e falaria com o “rei da Suécia”.

Mesmo com as críticas da premier, Temer tentou convencer a Noruega de que o Brasil não passa por nenhuma crise. “As instituições funcionam com regularidade extraordiária e liberdade”, afirmou. “A democracia é algo plantado formalmente pela Constituição e praticada na realidade”. Em Oslo, o presidente brasileiro foi alvo ainda de um protesto nas ruas, diante do prédio onde o encontro com Erna Solberg ocorria. Manifestantes carregaram placas, em inglês, exigindo “respeito aos direitos indígenas”, “à democracia” e aos “direitos humanos”.

O tema ambiental já tinha sido motivo de gafe para Temer, que fora notificado ontem (22) pela Noruega da redução de 50% de ajuda financeira para a preservação da Amazônia. (ANSA)


Publicidade




Postado em Notícias | Por

jun 23

23 junho 2017

Ao som de Safadão e da sofrência, São João de Petrolina tem público histórico

Uma noite inesquecível para mais de 100 mil pessoas que superlotaram o Pátio Ana das Carrancas. Nesta quinta-feira (22), atrações como Wesley Safadão, Mano Walter e Pablo fizeram o público esquentar  com vários ritmos musicais, do forró autêntico, passando pelo sertanejo e a sofrência. Foi o recorde de presença de pessoas no Pátio desde a abertura oficial no dia 16 passado.

O arraial do Sertão foi aberto por atrações da região. Gean Mota e o Trio Granah conduziram o público com repertório cheio de clássicos do forró e sertanejo. Em seguida, Mano Walter levou os maiores sucessos da vaquejada ao Pátio Ana das Carrancas.

Já era mais de meia noite, quando a atração mais aguardada do evento subiu ao palco. Wesley Safadão fez uma apresentação histórica com mais de duas horas de forró, alternando hits atuais como “Meu coração deu PT” com músicas de sucesso da época da Garota Safada, a exemplo de “Tentativas em vão”.

Antes de encerrar o show, ao lado do prefeito Miguel Coelho, o astro cearense prometeu retornar a Petrolina no ano que vem. “Foi uma honra tocar no maior São João do Brasil para esse público recorde. E agora já deixo avisado que a primeira atração confirmada em 2018 será o Safadão de novo“, disse descontraído Wesley.

Depois da overdose de forró, os milhares de petrolinenses e turistas foram conduzidos pelo ritmo romântico de Pablo. O “Rei da sofrência” que varou a madrugada, encerrando a programação do sétimo dia do São João de Petrolina. O arraial segue nesta sexta-feira (23) com atrações do peso como Luan Santana e Bruno e Marrone.

Texto: Danilo Duarte/ Equipe de Imprensa do São João de Petrolina

Fotos:  Prefeitura de Petrolina/ Jonas Santos


Postado em Notícias | Por

jun 23

23 junho 2017

Banco de Leite do HDM atende bebês de Petrolina, da Bahia e até do Piauí e do Ceará

Todo recém-nascido com baixo peso ou prematuro, cuja mãe não produz leite suficiente para amamentação, recebe o alimento fornecido pelo Banco de Leite Materno do Hospital Dom Malan (HDM). “É uma ação muito importante que deve sempre contar com o apoio das pessoas porque o leite que doamos é recebido de mulheres que produzem mais do que seus filhos precisam’, explica Flávia Guimaraes, coordenadora da unidade, esclarecendo que também são atendidos bebês que, por qualquer razão, não conseguem mamar adequadamente”.

O Banco de Leite Materno é uma ação da Secretaria de Saúde do Governo de Pernambuco e está presente em Petrolina e em mais 11 municípios do Agreste, Zona da Mata e Região Metropolitana.  Mas não são apenas pernambucanos que recebem assistência. Segundo Flávia Guimaraes, crianças da Bahia e até do Piauí e do Ceará acabam também sendo beneficiadas.

Atualmente está sendo um esforço para aumentar o número de doações na cidade. Até maio deste ano, foram doados 147 litros de leite ao Hospital Dom Malan/IMIP, mas segundo a coordenadoria do banco, o volume ideal seria de 294 litros.

De acordo com o hospital, os requisitos para ser uma doadora é estar saudável e amamentando. Segundo a coordenadora do Banco de Leite, Flávia Guimarães, a unidade recebe por mês uma média de 30 litros, realizando 2.500 atendimentos nesse período.  “A demanda é praticamente o dobro do que recebemos, mas o Banco de Leite do Estado busca oferecer todo o suporte para as mães que desejam doar seu leite excedente”, diz ela.

 “Para se tornar doadora a mulher só precisa ter excesso de leite, nos contatar ou procurar o banco”, afirma a médica, que continua: “Será realizada uma entrevista e alguns exames simples, e, em seguida, será agendada uma visita da técnica que vai orientar como ordenhar e estocar o leite materno. Entregaremos os vidros, além de marcar o dia da coleta do produto”, explica.  “Vale ressaltar que o Estado disponibiliza o carro para a coleta na própria residência da mãe doadora”, completa.

 

Serviço

Interessadas em doar para o Banco de Leite Materno de Petrolina podem ligar para os números (87) 3202 7001 ou 3202 7007, Hospital Dom Malan/IMIP.


Postado em Notícias | Por

jun 23

23 junho 2017

O São João chegou !!


Postado em Editorial | Por

jun 23

23 junho 2017

Justiça mantém prisão dos ex-deputados Eduardo Cunha e Henrique Alves

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou nesta quinta-feira (22) para que o Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, fique na relatoria do caso envolvendo a denúncias de donos da JBS.

Seis dos 11 ministros também se manifestaram a favor da preservação – no momento da homologação pelo juiz responsável – dos benefícios para delatores negociados pelo Ministério Público Federal (MPF).

O julgamento, que começou na quarta-feira (21), foi motivado por solicitação do governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB). Ele pedia o sorteio da relatoria das investigações da JBS para outros ministros – que não Edson Fachin – por interpretar que as denúncias das delações da JBS não têm relação com a Petrobras (principal objeto de investigação da Lava Jato).

Já votaram os ministros Edson Fachin; Alexandre de Moraes; Luís Roberto Barroso; Rosa Weber; Luiz Fux e Dias Toffoli.


Postado em Notícias | Por