set 1

1 setembro 2020

Serra Talhada confirma 80 novos casos de covid-19 e mais dois óbitos

A Secretaria de Saúde de Serra Talhada informa que foram registrados 80 novos casos positivos de Covid-19 nas últimas 72h, totalizando 3.335 casos confirmados.

São 38 pacientes do sexo masculino e 42 do sexo feminino, com idades entre 0 e 96 anos. Os novos casos foram confirmados através de 58 testes rápidos, 12 resultados de Swab e 10 exames particulares. 

Foram confirmados os óbitos de dois pacientes idosos do sexo masculino. O primeiro tinha 84 anos, era morador do Vila Bela, hipertenso, di abético e faleceu em casa no dia 28 de agosto; o segundo paciente tinha 96 anos, era morador do Tancredo Neves, estava internado no Hospam e veio a óbito no dia 29 de agosto.

O número de casos suspeitos caiu para 81 e o de casos descartados subiu para 14.554. Quanto à evolução dos casos confirmados, são 2.985 pacientes recuperados, 283 em tratamento domiciliar, 17 em leitos de internamento e 50 óbitos.

Em relação aos profissionais de saúde são 119 recuperados e 2 em tratamento. O boletim epidemiológico fica com 3.335 casos confirmados, 2.985 recuperados, 300 em recuperação, 81 casos suspeitos, 14.554 descartados e 50 óbitos.

Rádio Vivo-Anchieta Santos


Postado em Sertão | Por

set 1

1 setembro 2020

Afogados registra 16 novos casos de covid-19

 

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que nesta segunda (31) foram detectados 16 casos para covid-19 em nosso município.

Desses, 03 são contatos de casos positivos e 11 já estavam em investigação, aguardando resultados de exames. São 09 pacientes do sexo masculino e 07 pacientes do sexo feminino.

As mulheres são: 02 aposentadas, 01 do lar, 01 aux. administrativa, 01 agricultora, 01 manicure e 01 estudante.

Já entre os homens: 02 autônomos, 01 arquiteto, 01 mecânico, 02 profissionais da sa ú de, 01 aposentado, 01 agricultor e 01 recepcionista.

Entram em investigação os casos de 10 homens, com idades entre 6 e 71 anos, e os de 14 mulheres, com idades entre 16 e 99 anos. O óbito de um homem, 47 anos, que estava em investigação, foi descartado para covid-19.

No entanto, ontem, uma paciente do sexo feminino, 99 anos, faleceu em casa e por ter tido contato com duas pessoas com sintomas sugestivos para covid-19, a equipe resolveu colher amostra da nasofaringe para investigar o caso.

Tivemos 43 casos descartados após os pacientes apresentarem resultados negativos para covid-19. Ontem, 13 pacientes receberam alta após avaliação clínica e epidemiológica.

Já são 381 (81,5%) recuperados para covid-19 em nosso município. Atualmente, 78 casos estão ativos em nossa cidade.

O município atingiu ontem a marca de 2.956 pessoas testadas.

Rádio Vivo-Anchieta Santos


Postado em Sertão | Por

set 1

1 setembro 2020

Secretário de Saúde diz que regiões apresentaram melhora nos números e ameniza apreensão no Sertão

 

Em coletiva o Secretário André Longo disse que todas as regiões tiveram melhoras nos índices da semana 34 para a semana passada, a 35.

O monitoramento dos números é feito semana a semana. São 35 semanas desde que o Estado começou a monitorar os dados. Ele disse que a Secretaria observou que nas quatro macrorregiões do Estado houve redução quando se observa os últimos quinze dias, mesmo algumas regiões que tinham crescido na semana 34 se comportaram agora melhor na semana epidemiológica 35.

A única região que havia crescido na semana 34 foi a III Macro, dos pólos de Arcoverde,  Afogados da Ingazeira e Serra Talhada.

Rádio Vivo-Anchieta Santos


Postado em Sertão | Por

set 1

1 setembro 2020

Afogados FC recebe novos reforços 

Visando a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D, o Afogados FC apresentou ontem os seus novos reforços. O goleiro Andrei, os meias Idevan e Allan e, o lateral-direito Jader. Os três primeiros estavam no Picos, do Piaui. Jader Retorna a Coruja do Sertão. Todos os atletas foram indicados pelo técnico Adelmo Soares. Hoje, terça-feira, mais um reforço chega para elenco, trata-se de um lateral-esquerdo, que também estava no Picos. O nome não foi revelado.

Rádio Vivo-Anchieta Santos


Postado em Notícias | Por

set 1

1 setembro 2020

Secretário Dilson Peixoto alerta prefeitos e parlamentares sobre mudanças no Garantia-Safra em estudo pelo Governo Federal

 

Em ofício enviado aos prefeitos e parlamentares pernambucanos nesta segunda-feira (31), o secretário de Desenvolvimento Agrário do Estado, Dilson Peixoto, faz uma alerta sobre as mudanças no programa Garantia-Safra em estudo pelo Governo Federal, o risco de descaracterização do programa e a necessidade da realização de um amplo debate quando a proposta chegar ao Congresso Nacional.

 

Entre as propostas em estudo destacadas no documento está a destinação de parte do benefício recebido pelos agricultores, em caso de perda de 50% ou mais das lavouras, às empresas de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER). Segundo a alteração proposta, dos atuais R$ 850 pagos pelo programa, as empresas de ATER ficariam com R$ 350 e os agricultores e agricultoras familiares teriam o benefício reduzido para R$ 500.

 

Outra mudança em estudo altera o calendário de pagamentos das contribuições de estados e municípios, que passariam a desembolsar o seu aporte (R$ 51 por agricultor inscrito, no caso dos municípios, e R$ 102 por agricultor, no caso dos estados) no início do processo de adesão e não mais de forma parcelada, ao longo do processo, como ocorre atualmente.

 

De acordo com o secretário, além de penalizar os agricultores com a redução do benefício, a divisão com as empresas de ATER é insuficiente para cobrir as despesas. “É preciso refletir sobre a falta que esse valor (R$ 350) fará aos agricultores e a efetividade de seu repasse às empresas de ATER, uma vez que, segundo levantamento do IPA, cada família assistida pelo instituto demanda um investimento de R$ 1.600”, comparou.

 

Sobre a mudança no calendário de pagamentos dos aportes de estados e municípios, o documento chama a atenção para o impacto nas contas das cidades de pequeno porte do semiárido nordestino. “Em geral, esses municípios possuem baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e o caixa já comprometido com a folha de pagamentos e custeio da saúde e da educação. A exigência desse pagamento no início do processo pode inviabilizar a adesão de muitos municípios e de sua população rural”, destacou Dilson.

Foto: Edilson Júnior/SDA

Assessoria de Imprensa


Postado em Sertão | Por