out 2

2 outubro 2015

Deputado libera emenda de R$ 400 mil para cobrir Ginásio em Ingazeira

O deputado federal Fernando Filho de Petrolina, deixou uma boa notícia para o povo de Ingazeira, pelo menos uma emenda liberada de R$ 400 mil reais.


Publicidade



Em tempos de crise que o Brasil está vivendo, dinheiro é sempre bem vindo, onde a verba servirá para cobrir o Ginásio de Esportes da cidade.

A notícia foi do Rádio Vivo com Anchieta Santos.

 


Postado em Sertão | Por

out 2

2 outubro 2015

Leonardo Padura abre sessão de palestras da décima edição da Bienal Internacional do Livro nesta sexta (02)


 

Contagem regressiva para um dos três principais eventos literários do País, a Bienal Internacional do Livro, que movimenta a região desta sexta (02) ao dia 12 de Outubro, das 10h às 22h, no Centro de Convenções, em Olinda, Penambuco. A Bienal pernambucana celebra sua décima edição com o tema “Literatura, Resistência e Transformação”, comprovando sua importância para a projeção de trabalhos de nomes consagrados e autores ao longo de quase duas décadas de existência. E a questão terá destaque especial em sessão de abertura, às 11h, nesta sexta (02/10), com o título “A leitura como ferramenta de transformação do mundo e força que transforma o mundo em um grande polo de mentes pensantes”.

 

Este bate-papo, mediado pelo coordenador geral da Bienal, Rogério Robalinho, contará com a participação de expositores, apoiadores, patrocinadores e personalidades brasileiras e enfocará em sua pauta o desafio de materializar a Bienal como uma tecnologia social capaz de unir pessoas, tendências e apoiar a transformação da sociedade. E é com esta proposta que a festa literária promete deixar mais uma vez sua marca no cenário literário e cultural nordestino numa grade ampla e diversificada que envolve pesquisadores e escritores de todo país e de fora do Brasil, que participam de palestras, mesas redondas, lançamentos e inúmeras atividades agregadas à agenda.

 

Uma prova disso é a primeira grande palestra da programação, a ser realizada nesta sexta (02), às 19h, no Espaço Paulo Freire, com o escritor cubano Leonardo Padura numa conversa com o autor paraense Edyr Augusto, que também contará com presença do sociólogo José Arlindo Soares. Na pauta de discussão, a construção do romance policial, abordando entre os focos o enredo de “Hereges”, sua obra mais recente lançada no Brasil, e, em seguida, os autores autografam seus livros.

 

No sábado (03), Resistência é destaque em mesa com o psicanalista e escritor Contardo Calligaris, às 15h, que relembra a história de luta da sua família contra o fascismo e de como esse embate marcou sua trajetória, em um bate papo com o público com mediação do jornalista e também pesquisador Paulo Carvalho. E às 18h será debatido o “Espaço de jogo e espaço político: sobre a categoria de Spielraum em Walter Benjamin” pela escritora e crítica suíça radicada no Brasil Jeanne Marie Gagnebin, que conversa sobre um dos temas centrais da obra do filósofo alemão.

 

            No domingo (04), às 15h, uma intervenção musical e poética com os artistas Maciel Salú e Isaar França reincorpora Ascenso Ferreira em homenagem in memoriam ao poeta pernambucano, cujo trabalho e importância é resgatada nesta edição, em virtude de sua contribuição para o avanço da literatura no estado e na região. O dia ainda promete muitas novidades como uma ação especial às 17h à homenageada Luzilá Gonçalves Ferreira, em conversa com o título “Sentidos da Literatura”, com o crítico literário Alexandre Furtado sobre sua obra e a criação em sua vida.

            Na segunda (05) o público terá a oportunidade de integrar às 18h uma conversa única com a escritora argentina Selva Almada e o curador Schneider Carpeggiani a respeito do seu primeiro romance lançado no Brasil, “O Vento Que Arrasa”, e sobre o atual panorama da literatura da América Latina. E, na quarta (dia 07), às 16h, “O poder político das palavras” será discutido pela professora de linguística da UFPE Nelly Carvalho que falará sobre os problemas de gênero, cor e geografia que o nosso discurso do dia a dia carrega. Enquanto, às 18h, a professora titular de literatura brasileira da UNB, Regina Dalcastagnè, coloca em foco a questão dos “Ruídos, interferências e dissonâncias: o que resiste na literatura contemporânea” em sua fala, que faz parte da homenagem ao poeta Miró da Muribeca (outro importante homenageado desta edição), numa discussão que retratará os pontos tensos e marginalizados na literatura do País. E às 19h será a vez de Miró em “aDeus” em que o próprio recitará e autografará seu mais recente livro.

Com a preocupação de manter o nível das edições anteriores, a celebração será grande com as homenagens a demais atividades já conhecidas do público. Mas, expandindo ainda mais conhecimento dentro da plataforma de ações, a X Bienal Internacional do Livro de Pernambuco oferecerá minicursos especiais como “A reportagem é uma arma de combate”, ministrado pela repórter pernambucana Fabiana Moraes do Jornal do Commercio, que, durante de três dias, irá aproximar os participantes da feitura da reportagem que decompõe os valores-notícia. A proposta é trazer de maneira dialética algumas problemáticas cotidianas do dia a dia de trabalho da própria profissional: racismo, política, mulheres (cis e trans), poder, visibilidade e seu contrário, vida privada como gatilho de análise do macro. Outra proposta nesta linha “Ilustração e leitura de imagem” com Rosangela Maria de Queiroz Bezerra, conhecida como Rosinha, ganhadora de prêmios pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil com “a Velhinha e o Porco” entre outros, e o Jabuti na categoria Ilustração de Livro Infantil ou Juvenil com a coleção Palavra Rimada. Ela ministra o minicurso com a ilustradora argentina Anabella López. Mas, ainda teremos outro sobre “Música no cinema: criação e análise” com o produtor Helder Aragãoo DJ Dolores, ministra minicurso sobre o processo de criação de trilhas sonoras para o cinema, com a experiência de quem atua no setor em obras premiadas como o longa pernambucano Tatuagem do Diretor Hilton Lacerda. 

 

Desenvolvida por um núcleo curador, a programação envolve expoentes no país e no mundo nos universos da literatura das mais variadas categorias (ficção, não ficção, policial e fantástica, por exemplo) com uma agenda focada para os todos os públicos (infantil, adolescente e adulto) que poderão contemplar a grade gratuitamente. E ainda haverá um programa voltado ao universo geek com muitas iniciativas diferenciadas para aqueles que curtem RPG, cinema, entre outras. E tudo poderá ser acompanhado pelos visitantes dia a dia por meio de um aplicativo mobile que será disponibilizado para download nos dias do evento, para as plataformas IOS e Android.

 

Realizada pela Cia. de Eventos e pela Ideação, a X Bienal Internacional do Livro de Pernambuco tem o benefício da Lei Rouanet – Lei de Incentivo a Cultura e do Fundo Nacional da Cultural do Ministério da Cultura – Governo Federal e conta com o patrocínio do BNDES e Petrobrás. Além disso, tem o apoio institucional e cultural de diversas organizações como ANL – Associação Nacional de Livrarias, Plano Nacional do Livro e Leitura – PNLL (iniciativa do MinC com o MEC), Pizzaria Atlântico, Módulo Containers, CBL – Câmara Brasileira do Livro (organizadora da Bienal do Livro de São Paulo), Libre e União Brasileira de Escritores – UBE.

Esta última, inclusive, é responsável pela Plataforma de Lançamentos que abrirá espaço para aqueles autores independentes (poetas, cronistas, contistas, romancistas independentes, entre outros) mostrarem suas produções, a partir de cadastros realizadas pelo site oficial. Ao todo, foram 122 inscrições para interessados em compor esta plataforma durante os onze dias de evento. Mas, esta edição terá muitas novidades para o público que poderá acompanhar todas as informações ainda pela página institucional (http://www.bienalpernambuco.com/), twitter (https://twitter.com/bienal) e fanpage no Facebook ( https://www.facebook.com/BienalPernambuco?fref=ts).


SERVIÇO:
X BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO (
http://www.bienalpernambuco.com/)

Quando: De 02 a 12 de Outubro, das 10h às 22h

Onde: Centro de Convenções de Pernambuco

 

 

Ivelise Buarque (Jornalista) | Assessora de Imprensa


Postado em Notícias | Por

out 2

2 outubro 2015

Governo do Estado vai investir R$ 2,5 bilhões em 2016

Douglas Fagner

Foto:Douglas Fagner

O Governo do Estado irá investir R$ 2,53 bilhões em 2016. A informação consta no Projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2016 que foi encaminhado nesta quinta-feira (1º) para apreciação da Assembleia Legislativa de Pernambuco. Também foi entregue o Projeto de Lei do e o Plano Plurianual para o período de 2016-2019. Os números foram apresentados à Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa do Estado pelo secretário de Planejamento e Gestão, Danilo Cabral.

De acordo com a LOA 2016, a receita total prevista para o próximo ano é de R$ 32,57 bilhões. Excetuando-se as receitas das estatais, o orçamento fiscal do Estado previsto para 2016 é de R$ 31 bilhões. Os recursos de investimentos serão destinados para habitabilidade e mobilidade (R$ 513,2 milhões), água e saneamento (R$ 465,9 milhões), desenvolvimento e infraestrutura (R$ 409,8 milhões), segurança e ressocialização (R$ 304,2 milhões), agricultura (R$ 258,8 milhões), educação e cultura (R$ 175,3 milhões), saúde (R$ 73,2 milhões), ciência e tecnologia (R$ 72,6 milhões) e outras áreas (R$ 264,1 milhões).

O volume de recursos destinados aos investimentos é superior ao total previsto para ser executado em 2015 – R$ 1,1 bilhão. Mesmo com os investimentos, serão mantidos os critérios de austeridade na redução das despesas correntes e de otimização dos gastos públicos, garantindo a manutenção dos serviços públicos. Os gastos com a saúde e educação, por exemplo, serão superiores aos limites constitucionais. Na saúde, o Governo do Estado prevê a despesa de 14,5% e na educação, de 27,8%, além de manter estável o orçamento da segurança pública.

“Esse é um momento desafiador, há um conjunto de crises que tem afetado não só a vida dos cidadãos, mas também dos gestores públicos. Nosso objetivo é preservar as conquistas de Pernambuco em todas as políticas públicas ao longo dos últimos anos”, afirmou Danilo Cabral.

O valor total da LOA 2016 representa uma redução de 3,1% se comparado com a LOA 2015, em vigor atualmente. É uma materialização, no orçamento do Estado, da dura realidade por que vem passando a economia, castigada pela crise nacional. Da redução total prevista, R$ 920 milhões se referem ao Orçamento Fiscal, sendo que 50% desse valor são derivados de redução em receitas previstas de convênios, 32% em receitas previstas de operações de crédito e 18% em receitas previstas de fontes próprias.

O secretário disse acreditar que Pernambuco tem condições de sair mais fortalecido da crise. “Se cuidarmos das nossas contas públicas com muita responsabilidade e mantivermos o canal de diálogo com a sociedade aberto, vamos ultrapassar esse processo e com boas perspectivas para o nosso futuro”, comentou.

Danilo Cabral ressaltou que a edição da LOA 2016 não contempla o ajuste fiscal aprovado pela Assembleia Legislativa nesta semana e que está à espera da sanção do governador Paulo Câmara. “Com o ajuste, a nossa expectativa de arrecadação é de R$ 500 milhões. Uma parte será distribuída com os municípios por determinação constitucional, o que dá cerca de R$ 150 milhões. Então, nós teremos cerca de R$ 300 milhões a mais no orçamento e a determinação do governador é de que esses recursos recomponham as áreas prioritárias da saúde e da segurança pública”, destacou o secretário.

Plano Plurianual – A estratégia plurianual do Governo do Estado, reafirmada nesse PPA, está refletida em Mapa da Estratégia 2015-2018, lançado pelo governador Paulo Câmara em 19 de junho deste ano e construído a partir do Programa de Governo e dos Seminários Regionais Todos por Pernambuco, do legado programático dos órgãos estaduais, do Modelo de Gestão Todos por Pernambuco e, como referência de longo prazo, do Plano Estratégico de Desenvolvimento – Pernambuco 2035.

Essa estratégia tem como premissas o diálogo com a sociedade, a transparência, a responsabilidade e o controle social, o foco em resultados e a parceria com os municípios.

O documento apresenta um total de 1.722 Metas, das quais 372 são Prioritárias, classificadas tematicamente em 1.239 Ações e 250 Programas, que por sua vez estão alocados em 12 (doze) Objetivos Estratégicos. O PPA terá um caráter regionalizado, mais focado nos anseios da população pernambucana. “Em relação ao PPA de 2011, a edição para o período de 2016-2019 apresenta uma nova arquitetura orçamentária, com novos programas, ações e subações mais alinhados com o que foi solicitado pela população nos diversos seminários do Todos por Pernambuco”, afirma o secretário Danilo Cabral.

O PPA 2016-2019 tem dois Anexos. O Anexo I contém cinco capítulos que relatam: a) a contextualização do Estado – o desenvolvimento recente de Pernambuco; b) uma síntese da visão estratégica de desenvolvimento de longo prazo – Pernambuco 2035; c) o planejamento territorial – foco regional; d) o Modelo de Gestão Todos por Pernambuco; e c) os Objetivos Estratégicos. Já o Anexo II apresenta os relatórios da estrutura programática dos órgãos setoriais, alinhados de acordo com os Objetivos Estratégicos, Programas, Órgãos Executores, Ações e Subações.

Ass_NICOM-2


Postado em Notícias | Por

out 2

2 outubro 2015

José Laízio é reempossado à frente do MPT-PE para o biênio 2015/2017

Desde 2013 à frente do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco, o procurador do Trabalho José Laízio Pinto Júnior foi reconduzido pelo colégio de membros do órgão para mais dois anos de gestão. A posse para o biênio 2015/2017 foi realizada nesta quinta-feira (1), em Brasília, com a presença do procurador-geral do Trabalho Ronaldo Curado Fleury.

José Laízio foi indicado pelo colegiado em reunião no último dia 18 de setembro. Entre as prioridades para o novo ciclo, está a conclusão da obra de construção do edifício-sede, iniciada em fevereiro deste ano. A nova sede do MPT em Pernambuco contará com oito andares, além do subsolo e do pavimento térreo. Disporá de 28 gabinetes, quatro salas de audiência, três elevadores e 70 vagas de estacionamento. O edifício foi orçado em R$ 15.117.785,14.

Além das questões de ordem estrutural, José Laízio pretende ampliar o diálogo institucional com os órgãos parceiros, tais como a Superintendência Regional do Trabalho, o Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região, os demais ramos do Ministério Público. “Manteremos nosso bom relacionamento com nossos parceiros institucionais, porque, cada uma a sua maneira, tem somado significativamente aos esforços feitos no cumprimento da nossa missão constitucional”, afirmou.

Perfil

José Laízio Pinto Júnior é procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho em Pernambuco desde 23 de abril de 2013. Ingressou no MPT em 4 de maio de 2005. Bacharelou-se em direito pela Faculdade de Direito de Olinda – Associação de Ensino Superior Olinda em 2001. É especialista em Direito Processual pela Faculdade Maurício de Nassau e pós-graduado pela Escola da Magistratura Trabalhista da 6ª Região. Foi técnico administrativo do MPT em Pernambuco de 1996 a 2005, oficial de justiça e escrevente do Poder Judiciário de Pernambuco de 1993 a 1996 e de 1992 a 1993, respectivamente.

AssinaturaOK


Postado em Notícias | Por

out 2

2 outubro 2015

SOLIDARIEDADE//Diaconia lança nova edição da Campanha Ser Criança

Ler Melhor - Evangélica Livre - Afogados
Iniciativa apoiará projetos com crianças e adolescentes na RMR e no Pajeú

Nesta quinta-feira (1º), a ONG Diaconia dá a largada para a terceira edição da Campanha Ser Criança, uma iniciativa que mobiliza e destina recursos a projetos comprometidos em garantir uma infância plena, digna e feliz a crianças em situação de vulnerabilidade social. No Sertão do Pajeú, a ação apoia o projeto Ler Melhor, desenvolvido pela Igreja Evangélica, em Afogados da Ingazeira.

 Cepac

Atualmente, a iniciativa beneficia 40 crianças o bairro de Sobreira, na periferia do município, através de atividades culturais, educativas, lúdicas e cristãs, além da complementação escolar com foco na leitura. As atividades acontecem três vezes por semana, durante a manhã e a tarde, na sede da própria Igreja, que disponibiliza seu espaço físico, móveis e equipamentos para a realização das programações.

 Casa Esperança - Oficina de violão (3) - Foto Clara Cavalcanti

Além do projeto Ler Melhor, a Ser Criança apoia o Centro Presbiteriano de Apoio a Criança (Cepac), em Umarizal, no Rio Grande no Norte; e, a partir de 2016, chegará também às oficinas de música promovidas pelas Casa Esperança Vir-a-Ser, em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife. “O apoio ao novo projeto se dará, principalmente, através, da compra de instrumentos musicais adequados à idade das crianças atendidas, dentre outras iniciativas que assegurem a sustentabilidade do espaço”, informou o coordenador da Campanha, Carmo Fuchs.

Ainda de acordo com o coordenador, a população está convidada, desde já, a aderir e acompanhar a Campanha por meio do site e das redes sociais da Diaconia. “Também estamos recrutando voluntários que possam ajudar na divulgação das ações e na própria mobilização de recursos junto a amigos, familiares, igrejas, escolas e casas comerciais”, destacou. Outra forma de contribuir é através de doações diretas para a conta corrente 10.927-4, agência 3234-4, Banco do Brasil.

Clara Cavalcanti

Assessora de Comunicação

D I A C O N I A


Postado em Notícias | Por