nov 7

7 novembro 2015

Cerca de 30% dos compradores devolveram os imóveis na planta por falta de dinheiro

Apartamentos Crédito: Wikimedia Commons

Por Brunno Melo

Uma situação cada vez mais frequente no país que é um retrato do agravamento da crise: a pessoa adquire um imóvel na planta, mas não consegue pagar as prestações. Para muitos, a única solução é desistir do negócio e devolver o imóvel. Segundo estimativas da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação, houve um crescimento de 30% no número de imóveis devolvidos este ano na comparação com o ano passado.


Publicidade



A entidade presta atendimento para auxiliar os compradores nesses casos. Somente no primeiro semestre foram mais sete mil consultas, 25% delas feitas por pessoas que queriam esclarecer dúvidas sobre a rescisão de contratos. Para se ter uma ideia, em 2013, apenas 6% dos atendimentos eram relacionados ao tema.

Leia mais na CBN


Postado em Notícias | Por

nov 7

7 novembro 2015

Prefeitura de Tabira perdeu emenda de deputado petista para calçamento por falta de projeto

Como parte de apoio à Política Nacional de desenvolvimento urbano – obras e ações de infraestrutura urbana, o então deputado Fernando Ferro(PT), conseguiu junto ao Governo Federal, em 2013 uma emenda no valor de R$ 250.000,00 para calçamento de ruas no Bairro das Missões de Tabira.

O Governo Sebastião Dias até providenciou o trabalho topográfico, aumentando com isso a esperança das famílias. Não bastava apenas o dinheiro.

De acordo com o Presidente do PT Tote Marques, por falta de projeto, na época, inclusive a Secretaria de Planejamento era comandada pelo professor Adeval Soares, o governo Sebastião Dias perdeu o recurso e os moradores o calçamento.

Por Anchieta Santos


Postado em Sertão | Por

nov 7

7 novembro 2015

Secretário Edgley se empolga com manifestações de apoio, mas diz respeitar a possibilidade do prefeito disputar a reeleição

Foto:Facebook

Foto:Facebook

No fio da navalha, é assim que se encontra o Secretário de Obras e Cultura da Prefeitura de Tabira. Se por um lado, Falando a Rádio Cidade FM, Edgley Freitas, considerou positiva as manifestações de apoio a uma possível candidatura a Prefeito de Tabira, depois das ultimas noticias.

Por outro, disse respeitar a condição do Prefeito Sebastião Dias em disputar a reeleição. Falando a Cidade FM, Edgley disse não que poderia ser desleal com um prefeito que lhe deu a condição de ser gestor de duas importantes secretarias.

Mais ao mesmo tempo soltou algumas pérolas: “só faltou Dilma ligar para me parabenizar por uma possível candidatura”. “Teve gente que chegou a dizer que somente eu seria capaz de fazer algo diferente, já que a classe política está desgastada.

O Secretário que esteve no Programa acompanhado do jovem Diógenes Rocha, liderança do PRB Jovem de Juazeiro/CE.

Edgley já adiantou que na proxima semana dia 11 haverá ás 19hs na Câmara de Vereadores um encontro dos Presidentes do PRB da região.

Do Rádio Vivo 


Postado em Política | Por

nov 7

7 novembro 2015

Eleito para governar, prefeito poeta de Tabira coloca as cantorias em 1º lugar

Foto:Tabira Hoje

Foto:Tabira Hoje

Diante da grave situação financeira dos municípios causada pela queda dos repasses constitucionais, com as prefeituras encontrando dificuldades até mesmo para manter os serviços essenciais, os prefeitos estão se mobilizando para o Movimento em Defesa dos Municípios de Pernambuco segunda-feira no Recife.

A luta dos colegas e as dificuldades do seu município não parecem motivar o Prefeito de Tabira Sebastião Dias(PTB). O Prefeito Poeta (dos bons) não perde nenhuma cantoria seja perto ou seja longe.

A última aconteceu quinta-feira em Joao Pessoa/PB. E ainda por cima Dias levou a tiracolo o Secretário de Juventude e Meio Ambiente Jose Carlos do Pajeú (também cantador) e o motorista pago pela Prefeitura.

Para não deixar dúvidas seria bom o Prefeito Tabirense explicar quem paga as contas de uma jornada tripla como esta.

Do Rádio Vivo com Anchieta Santos


Postado em Sertão | Por

nov 6

6 novembro 2015

Comissão discute integração de ações de base cartográfica digital

010

Nivelar as informações sobre as ações que estão em andamento nas diversas entidades que utilizam bases cartográficas, além de estimular o fortalecimento da atuação conjunta, formando parcerias com relação à construção de uma base digital cartográfica estadual sistêmica, atualizada e moderna. Estes foram os principais objetivos do II Encontro da Comissão Estadual de Cartografia de Pernambuco – Comcar/PE, realizado no auditório da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco – Condepe/Fidem, que preside o colegiado. As discussões giraram em torno dos Desafios e Oportunidades para a Cartografia do Estado. Uma das propostas aprovadas na ocasião foi de acelerar o ritmo de reuniões entre os membros da Comissão, visando agilizar a concretização do trabalho.

A Comissão tem o papel de estabelecer as diretrizes básicas essenciais à coordenação da produção e armazenamento das informações referentes à Cartografia Sistemática e Temática do Estado, em conformidade com os princípios da infraestrutura Nacional dos Dados Especiais (INDE), do IBGE. Com isto, estimula o emprego de geotecnologia como ferramenta de planejamento, a maior eficácia na aplicação de recursos públicos e agregação de mais eficácia a gestão do território.

O encontro reuniu representantes de mais de vinte instituições estaduais, municipais e federais envolvidas na temática, a exemplo do IBGE, prefeituras do Recife e de Jaboatão dos Guararapes, Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). A abertura foi realizada pelo presidente da Agência Condepe/Fidem, Flávio Figueiredo.

Figueiredo destacou a tarefa da comissão em aprimorar a informação cartográfica como instrumento estratégico para atendimento das necessidades da administração pública, auxiliando os governos no planejamento de políticas públicas. “A evolução tecnológica deve estar a serviço da população. Deve ser mais ágil para que o benefício chegue mais rapidamente ao cidadão”.

Durante o encontro, várias experiências desenvolvidas atualmente com relação ao georreferenciamento foram abordas pelos participantes. O diretor de Sistematização e Disseminação de Informações da Agência Condepe/Fidem, Edvaldo Câmara, fez um breve relato do histórico da Comissão, instituída em 2013.

O engenheiro civil Felipe Alves, da Secretaria Executiva de Recursos Hídricos, apresentou detalhes da fotogrametria e sensoriamento remoto utilizados pelo Projeto PE Tridimensional, que está trabalhando no planejamento da gestão hídrica, na ocupação urbana e do meio rural, das obras de infraestrutura, entre outras. O projeto traz associado um avanço para o levantamento detalhado dos terrenos geológicos e dos recursos minerais.

Pernambuco será mapeado todo na escala 1:5.000 e algumas cidades na escala 1:1.000, sendo que já foram executado 80% do voo fotogramétrico do Estado. O programa produz imagens tridimensionais (topográficas; com relevo) do terreno, por meio de mapeamento digital a laser aerotransportada, numa escala de 1:1.000 (cada centímetro na imagem corresponde a 10 metros no terreno). “Mais de 70% do Estado já foi mapeado, nos cinco blocos em que foi dividido o estado para a execução deste trabalho”, afirmou.

Já o capitão Rodrigo Cerqueira, da 3º Divisão de Levantamento do Exército, explicou como vem sendo executado o projeto de mapeamento do Estado da Bahia, que vai realizar o levantamento de 2.016 cartas topográficas. Ele também falou sobre outros projetos exitosos com relação à Copa do Mundo, que englobou a Arena Pernambuco, e às Olimpíadas de 2016, em atendimento à área de segurança, onde houve a utilização de bases cartográfica de altíssima precisão.

O representante da Chesf, Fábio Fernandes, destacou a experiência da entidade no Mapeamento Regional (Nordeste), na base cartográfica digital vetorial na escala 1:100.000 e mapeamento do uso do solo. Luis Henrique, gerente de Cadastro da Compesa, mostrou a experiência da Companhia com a utilização de ortofotocartas para o preenchimento de informações do Sistema GIS Corporativo, facilitando a elaboração dos cadastro técnico e comercial dos clientes.

A engenheira Lígia Alcantara, do CPRH, por sua vez, relatou a experiência com o cadastro do projeto SIG Caburé, que reúne informações geoambientais. Ela defendeu a unificação dos trabalhos de mapeamento que vêm sendo realizadas no Estado a partir da criação de métodos e da classificação dos diferentes tipos de mapas, escalas adequadas para os desafios da gestão territorial.

A Agência Condepe/Fidem recebeu como atribuição do COMCAR pelo governo do Estado a coordenação da Cartografia Estadual. No projeto Pernambuco Tridimensional, a entidade está executando o referendo às fiscalizações e validações do ITEP-OS. A Condepe/Fidem tecnicamente, sempre foi o órgão responsável pela produção das bases cartográfica do Estado.

Assessoria de comunicação da Agência CONDEPE/FIDEM


Postado em Notícias | Por