dez 19

19 dezembro 2020

Afogados tem 7 casos positivos e um óbito por Covid-19 em investigação

 

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que ontem, sexta (18), foram registrados 07 casos para covid – 19 em nosso município. Desses, 04  já estavam em investigação. São 05 pacientes do sexo  feminino, com idades de 07, 31, 32, 36 e 53 anos; e 02 pacientes do sexo masculino, com idades de 01 e 28 anos. Entre as mulheres: 02 profissionais da saúde, 01 comerciária, 01 do lar e 01 estudante (rede pública). Já entre os homens: 01 menor e 01 profissional da saúde. 19 pacientes apresentaram resultados negativos para covid – 19 em no município. 01 mulher de 64 entra em investigação.  01 paciente apresentou cura após avaliação clínica e epidemiológica.

O município atingiu a marca de 1.672 pessoas (95,32 %) recuperadas para covid-19. Atualmente, 61 casos estão ativos. Afogados atingiu a marca de 8.732 pessoas testadas para covid-19, o que representa 23,43 % da nossa população testada. A paciente do sexo feminino, 64 anos, estava internada na UTI do Hospital Eduardo Campos em Serra Talhada. Não tem relato de comorbidades. A mesma foi a óbito na data de 17/12/2020. O município investiga o caso junto a Secretaria Estadual de Saúde.

 

Anchieta SantosRádio Vivo


Publicidade




Postado em Sertão | Por

dez 19

19 dezembro 2020

Entenda a importância do consumo de água durante o verão

 

 

Purificadores de água são alternativas práticas, econômicas e sustentáveis

Durante o verão, entre os meses de dezembro e março, os brasileiros enfrentam fortes ondas de calor, com altas temperaturas e, em algumas regiões, ausência de chuva. Esse clima pode gerar alguns desconfortos, como insolação e queda de pressão, por conta da exposição ao sol e calor excessivo, além de gripes, resfriados, náuseas e cansaço, causados também pela perda de imunidade.

A imunidade está associada a diversos fatores, como a necessidade de alimentação saudável e balanceada, composta por frutas, verduras e legumes, que contêm vitaminas. Além disso, a hidratação deve ser intensa e frequente, a partir do consumo da quantidade de água necessária também para a reposição do que foi perdido no suor.

A qualidade da água deve ser considerada na Lorenzetti, evitando o consumo diretamente da torneira e de gelo com água não potável. É fundamental que ocorra o consumo de água tratada e purificada, sem prejudicar à saúde. Uma forma econômica e sustentável é o uso de purificadores.

Nutricionistas e médicos indicam o consumo superior a 1,5 litro de água diariamente, mas esse volume pode ser alterado de acordo com a rotina de exercícios e necessidades de cada pessoa. Invista em purificadores de água para curtir o verão com saúde e tranquilidade.

A Lorenzetti possui diversas opções de purificadores disponíveis no mercado, que tratam a água de maneira segura e ideal para o consumo de toda a família.

O purificador de água Acqua Due une tecnologia e design com o máximo de praticidade no uso e possui duas funções em um único produto – água purificada e natural.

O modelo Vitale é compacto e com design arrojado e ainda oferece duas possibilidades de instalação: sobre a pia ou na parede.

Prático e de fácil instalação, o purificador Versatille pode ser retirado da torneira da cozinha e ser inserido na torneira da varanda ou da área da churrasqueira e vice-versa.

 

Informe Publicitário


Postado em Artigo | Por

dez 18

18 dezembro 2020

35 municípios pernambucanos recebem selo do Unicef de garantia dos direitos de crianças e adolescentes



Iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância, o selo UNICEF, foi concedido a 34 municípios pernambucanos neste ano de 2020. A cerimônia de entrega dos certificados foi realizada nesta quinta-feira (17), no Instituto Ricardo Brennand, seguindo todos os protocolos sanitários de combate à covid-19. A iniciativa visa estimular e reconhecer avanços reais e positivos na promoção, realização e garantia dos direitos de crianças e adolescentes em municípios do Semiárido e da Amazônia Legal brasileira.

Para a certificação deste ano, o Unicef leva em consideração critérios cumpridos durante a gestão 2017-2020, no qual o município assume o compromisso de manter a agenda de suas políticas públicas pela infância e adolescência como prioridade. Segundo o Fundo, “a metodologia inclui o monitoramento de indicadores sociais e a implementação de ações que ajudem o município a cumprir a Convenção sobre os Direitos da Criança, que no Brasil é refletida no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A adesão ao Selo UNICEF é espontânea”.


Em Pernambuco, os 35 municípios certificados com o selo UNICEF foram: Agrestina, Bonito, Brejão, João Alfredo, Panelas, Riacho das Almas, Saloá, São Bento do Una, Betânia, São Caetano, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama, Afogados da Ingazeira, Arcoverde, Brejinho, Glória do Goita, Buíque, Custódia, Flores, Inajá, Itaíba, Itapetim, Casinhas, Pedra, Poção, Santa Terezinha, Tacaratu, Venturosa, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Maria da Boa Vista, Serra Talhada, Orobó, Triunfo e Petrolina.

Fotos: ASCOM

 ASCOM Amupe 


Postado em Notícias | Por

dez 18

18 dezembro 2020

Retorno às aulas: TCE divulga diagnóstico sobre situação das escolas

 

Foto:ASCOM

 

O Tribunal de Contas do Estado divulgou,  quinta-feira (17), o resultado de um levantamento feito pela Coordenadoria de Controle Externo para verificar, junto ao Poder Público, as medidas implementadas para garantir o retorno seguro dos alunos às aulas presenciais, baseadas no protocolo estabelecido pelo Governo do Estado.

diagnóstico abrangeu escolas da rede estadual e municipal de Pernambuco. “O diagnóstico sobre a situação da rede estadual já estava no nosso cronograma, planejado junto à relatora das contas da Secretaria de Educação do Estado, conselheira Teresa Duere”, afirmou Adriana Arantes, coordenadora de Controle Externo do TCE.

“Em relação às escolas municipais, o levantamento entrou no bojo das ações da Operação Eleições, iniciada no final de outubro passado pelo TCE, para verificar o cumprimento, por parte dos gestores, de algumas exigências legais no período eleitoral. Aproveitamos para fazer também essa verificação nas escolas, com o objetivo de garantir o retorno seguro dos alunos e professores na retomada das aulas”, disse ela.

RESULTADOS – As equipes do Tribunal de Contas entrevistaram gestores e fizeram visitas aos municípios e órgãos públicos do Estado para avaliar vários aspectos, sejam pedagógicos ou de logística, como por exemplo, a estrutura física das escolas, as melhorias feitas, a aquisição de materiais e equipamentos para higienização, e de proteção individual, a preocupação com o distanciamento mínimo entre os alunos, funcionamento da cozinha, banheiros, higienização, entre outros.

Os auditores visitaram 67 escolas de ensino médio da rede estadual, num trabalho que envolveu 42.386 alunos e 2.308 servidores. Do total de escolas do Estado, apenas duas não cumpriam o protocolo definido pelo Governo.

Em relação à rede de ensino dos 184 municípios pernambucanos, a fiscalização atingiu 513 escolas, correspondendo a 125 mil estudantes e 13 mil servidores.

O diagnóstico municipal mostra que a maioria das escolas ainda não definiu protocolo com as regras de retorno às aulas presenciais (73,1%), não definiu os critérios para decidir sobre o retorno às aulas (69,2%), não realizou levantamento sobre necessidade de contratação de profissionais (58,6%), sobre custos de adaptações físicas e sanitárias (76,3%), e sobre impacto financeiro nos contatos de merenda, transporte escolar e serviços de manutenção e limpeza (81,1%), entre outros problemas.

Além disso, nas vistorias, constatou-se número insuficiente de pias e problemas na infraestrutura das escolas, como paredes mofadas, pisos deteriorados, móveis quebrados e instalações insalubres e sem condições de uso.

Clique aqui para acessar o diagnóstico 📃

Todo o conjunto de problemas encontrados está disponível por meio de relatórios que serão apresentados aos prefeitos recém-eleitos, durante o Seminário de Novos Gestores promovido pelo Tribunal de Contas no próximo mês de fevereiro de 2021.

“O que esse trabalho mostrou foi que muitas dessas escolas já tinham problemas estruturais sérios, mesmo antes da pandemia, e o Tribunal de Contas vai adotar medidas necessárias pra que essa situação seja ao menos minimizada”, afirmou o presidente Dirceu Rodolfo de Melo Júnior.

“Vamos cobrar providências imediatas dos gestores”, disse ele.

O presidente explicou que as medidas a serem adotadas pelos prefeitos serão determinadas pelos conselheiros relatores de cada município. “Eles podem estabelecer prazos para algumas providências, por meio de um Termo de Ajuste de Gestão, emitir Alerta de Responsabilização, ou autorizar instauração de auditorias especiais. Nós vamos também encaminhar os relatórios aos conselhos municipais e estaduais para que a sociedade exerça o controle social e os pais possam acessar essas informações, saber o que falta na escola do seu filho e cobrar também providências dos gestores”, concluiu.

O presidente determinou ainda o envio do diagnóstico aos órgãos parceiros de controle, como Ministério Público Estadual e controladorias, para a adoção de medidas legais compatíveis.

O levantamento foi apresentado nesta quinta-feira à imprensa, por meio de uma entrevista coletiva que contou com a participação do presidente do TCE, conselheiro Dirceu Rodolfo, da coordenadora de Controle Externo, Adriana Arantes, da gerente de auditoria de Educação do Estado, Nazli Lopes, do diretor do Departamento de Controle Municipal, Eduardo Siqueira do gerente da Metropolitana Sul, Elmar Pessoa.

Clique aqui para saber a situação de cada município 📊

Confira imagens da coletiva 📸

Gerência de Jornalismo (GEJO)


Postado em Notícias | Por

dez 18

18 dezembro 2020

Frustração dos músicos e promotores de eventos na reunião do Ministério Público em Afogados da Ingazeira

 

Durante a manhã da sexta-feira (18), de dezembro após uma manifestação na Avenida Rio Branco em Afogados da Ingazeira, músicos e promotores de eventos foram recebidos no auditório do Ministério Público de Pernambuco.

O Ministério Público através do seu representante, Dr.Lúcio Luiz, ouviu as queixas da classe quanto ao entendimento e proibições a cerca do decreto estadual do governador Paulo Câmara. Eles buscam o direito ao trabalho, entendendo que os músicos na Cida próxima Carnaíba não foram tão atingidos.

O promotor fez uma releitura do decreto para os presentes, ao mesmo tempo que não compreende a decisão do decreto quanto as confraternizações familiares, segundo o representante do MPPE é impossível fiscalizar todas as casas.

Dr. Lúcio Luiz se mostrou solidário em alguns pontos apresentados pelos participantes, muito embora não tenha como reverter uma posição determinada pelo decreto estadual.



Postado em Sertão | Por