Publicidade


Tabira perdeu aterro sanitário regional e não tem dinheiro para implantar o próprio

23 jan 2015|Postado em:Sertão

Lixões a céu aberto e aterros controlados estão proibidos. A Lei, determina que todas as administrações públicas municipais, indistintamente do seu porte e localização, devem construir aterros sanitários e encerrarem as atividades dos lixões e aterros controlados, substituindo-os por aterros.

sanitários ou industriais. O município de Tabira esteve prestes a ganhar um aterro sanitário regional. Além de receber o financiamento do governo federal, Tabira receberia pagamento pelos municípios que utilizassem o seu aterro.


Publicidade



Com o discurso de que “o lixo era para Tabira e as obras para outras cidades”, alguns políticos da cidade protestaram e a cidade perdeu o aterro e logicamente uma empresa de reciclagem. Agora a cidade só tem uma escolha:

pagar para colocar o seu lixo provavelmente no aterro sanitário que deverá ser construído em Afogados da Ingazeira, ou bancar a construção do próprio aterro e não tem dinheiro para isso.

Do Rádio Vivo com Anchieta Santos

Deixar uma resposta


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*