out 20

20 outubro 2020

Economia: Miguel ampliará crédito para pequenos negócios e criará a Casa do Empreendedor

Foto: Assessoria

O programa de TV do candidato à reeleição pelo MDB, Miguel Coelho, foi voltado, nesta segunda (19), para o empreendedorismo e aos proprietários de pequenos e médios negócios. O político sertanejo pretende impulsionar o surgimento de novos empreendedores na cidade, dar apoio com linhas de créditos e qualificação profissional.
Entre as propostas elencadas para a economia local está o fortalecimento da Agência do Empreendedor (AGE). A instituição foi reformulada no governo de Miguel, deixando de ser um órgão ineficiente e deficitário para virar um fomentador de novos negócios. Antes, a agência tinha um índice de inadimplência de 86%, agora está abaixo de 10% dos beneficiários. A AGE também ampliou os recursos para os empreendedores com mais de R$ 2,4 milhões liberados para o crédito, com linhas variando entre R$ 2 mil e R$ 25 mil. Para o segundo governo, Miguel pretende ampliar o orçamento para auxiliar empreendedores e comerciantes de pequeno e médio porte.
A capacitação profissional também está no conjunto de propostas do candidato do MDB. Programa responsável por capacitar mais de 10 mil pessoas, o Qualifica Petrolina será ampliado com parcerias com igrejas e organizações do terceiro setor. Miguel ainda se compromete a criar a Casa do Empreendedor, um equipamento para aperfeiçoar os trabalhadores atendidos pela AGE com cursos, oficinas entre outras ações destinadas à melhoria do atendimento ao cliente, produção, finanças e marketing de pequenos e médios negócios.
“Petrolina vive um momento de crescimento, foi campeã na geração de empregos em Pernambuco e mesmo com a pandemia já apresenta um cenário de recuperação econômica. A prefeitura tem sido um braço importante nesse processo, gerando empregos nas centenas de obras, crédito para os empreendedores e capacitação para quem deseja ter seu negócio. Em nosso segundo governo, vamos ampliar esse trabalho para fazer nossa economia girar, principalmente, entre os pequenos e médios empreendedores, pois são aqueles que mais precisam do apoio do poder público e sentiram mais o impacto da crise”, explica o candidato à reeleição.

 

Assessoria de Imprensa de Miguel Coelho

Postado em Política | Por

out 20

20 outubro 2020

Dia Mundial e Nacional da Osteoporose: Conheça os mitos e verdades sobre a doença

Médico esclarece dúvidas sobre o problema que atinge 10 milhões de pessoas no Brasil

Celebrado em 20 de outubro, o Dia Mundial e Nacional da Osteoporose chama a atenção para uma doença silenciosa e sem sintomas aparentes que atinge cerca de 10 milhões de pessoas no Brasil, com 200 mil óbitos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), e, no mundo, afeta 200 milhões de pacientes.

A enfermidade causa a diminuição da massa óssea, resultando em ossos frágeis e porosos. Como não há a presença de dor entre seus sintomas, na maioria das vezes, as pessoas só descobrem quando há alguma fratura.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 1 em cada 3 mulheres e 1 em cada 5 homens acima dos 50 anos desenvolvem a doença.

Porém, ainda há muitas dúvidas que as causas e tratamentos para essa patologia. Por isso, o doutor Ulisses dos Santos, Diretor Médico do Hospital HSANP, esclarece o que é mito ou verdade:

 

– A osteoporose atinge mais o sexo feminino.

VERDADE. A doença atinge mais mulheres após os 50 anos devido à queda brusca de estrogênio, hormônio que ajuda a manter o equilíbrio da estrutura óssea.

 

– Quem tem a doença não pode praticar atividades físicas.

MITO. O exercício físico estimula a formação e fortalecimento ósseo, por isso, a prática é indicada. Contudo, recomenda-se que a atividade seja acompanhada por um educador físico.

 

– A enfermidade não tem cura.

VERDADE. Embora não tenha cura, existem diversos tratamentos incluindo medicamentos e medidas não medicamentosas. O tratamento varia de paciente para paciente, por isso, é essencial o acompanhamento médico.

 

– A principal forma de prevenção é aliar uma alimentação saudável com a prática de exercícios físicos.

VERDADE. As medidas de prevenção contra a osteoporose podem e devem ser realizadas durante a vida toda, pois cerca de 90% da estrutura óssea é formada até os 20 anos de idade. Portanto, é fundamental a ingestão de alimentos ricos em cálcio, além de manter uma dieta equilibrada. Já as atividades físicas são importantes para fortalecer e formar o tecido ósseo. Outro benefício dos exercícios é o desenvolvimento do reflexo e equilíbrio, prevenindo as quedas.

 

– Hábitos alimentares na infância podem impactar no desenvolvimento da osteoporose.

VERDADE. A massa óssea é formada na infância e adolescência e necessita do cálcio e da vitamina D para sua formação. Por isso, é importante adotar uma alimentação saudável, com alimentos ricos em nutrientes desde a infância, para que a estrutura óssea seja forte quando adulto. Quanto mais sólido o processo de calcificação do osso, menor será a probabilidade de desenvolver a doença.

 

– Apenas os laticínios são fontes boas de cálcio.

MITO. Existe cálcio também de origem vegetal, como nozes, sementes, alho e vegetais de folha verde escura. É importante a consulta com o nutricionista para adaptar fontes variadas de cálcio no cardápio.

 

– A doença pode afetar diversas partes do corpo.

VERDADE. Ela pode atingir diversas partes do corpo, tais como: coluna, punho, braço e fêmur, sendo que este último membro citado é considerado bastante perigoso, pois pode colocar em risco a vida do paciente, em função das complicações do trauma.

 

Sobre o HSANP: Investimento de um grupo de médicos e gestores especializados na área de saúde com mais de 20 anos de experiência, o HSANP é referência na Zona Norte da Grande São Paulo e tem como missão, ser assertivo com práticas humanizadas, promovendo a melhor experiência e resultados no cuidar de pessoas.

 

 

Tatiana Midori Inoue – Coordenadora de Comunicação


Postado em Artigo | Por

out 20

20 outubro 2020

Boletim Coronavírus Unimed Caruaru desta terça 20 de outubro de 2020

 

O Hospital Unimed Caruaru (HUC) informa que, até o momento, atendeu mil quinhentos e quarenta e um (1.541) casos confirmados para a COVID-19.

Destes, quatro pacientes, sendo dois de Caruaru, um de Taquaritinga do Norte e um de Garanhuns* estão internados em nossa unidade,

cinquenta e seis encontram-se em isolamento domiciliar, mil quatrocentos e cinquenta e um obtiveram a cura da doença e trinta vieram a óbito.

Além desses casos, temos em nossa instituição três pacientes com suspeita da COVID-19, em acompanhamento médico.

Em respeito à privacidade dos pacientes, a Unimed Caruaru esclarece que não divulga outros detalhes. A informação é fornecida apenas para os órgãos de autoridade de saúde.

*Paciente oriundo de Garanhuns que já deu entrada com resultado positivo paraCOVID-19.

 

Letícia Souza
Auxiliar de Marketing

Postado em Sertão | Por

out 20

20 outubro 2020

Afogados da Ingazeira// População recebe ambulância com acessibilidade para atender pacientes do Centro de Reabilitação

 

Foto: Assessoria

 

A Prefeitura de Afogados entregou à população ontem, segunda (19), uma ambulância completamente adaptada para transportar cadeirante e/ou pacientes com mobilidade reduzida atendidos pelo Centro Especialização em Reabilitação física, auditiva e visual.

A entrega aconteceu na própria unidade, e após a cerimônia, a ambulância já começou a atender os pacientes. Segundo o Secretário de Saúde, Artur Amorim, alguns pacientes residente em comunidades rurais distantes, como a Carapuça, e tinham muita dificuldade em trazer os pacientes para o tratamento. “Temos relatos aqui de famílias que gastavam até quatrocentos reais por mês, com transporte particular, para poder trazer o paciente até aqui. Agora esse sufoco acabou,” destacou Artur.

A ambulância adaptada é um modelo Fiat Ducato, 0km, com lugar para oito pacientes, sendo quatro cadeirantes; e custou 107 mil Reais. O Prefeito José Patriota agradeceu ao empenho de toda equipe de saúde e comemorou o início do atendimento da ambulância. “Só quem passa por essa dificuldade é que sabe a importância de um veículo desse. Tínhamos mães que precisavam sair do sítio de cinco da manhã para estar aqui na hora da consulta. E pagando caro pelo transporte. Famílias sacrificadas que agora terão um serviço de qualidade, com conforto e acessibilidade, e inteiramente de graça,” avaliou Patriota, que aproveitou a solenidade para convidar a todos os presentes para a inauguração do 25º ponto de apoio na zona rural, às 9h, na comunidade do Santo Antônio ll.

 

Prefeitura de Afogados da Ingazeira
Núcleo de Comunicação Social

Postado em Sertão | Por

out 20

20 outubro 2020

Danilo Cabral busca cancelar corte de R$ 1 bilhão no MEC

 

Foto: Chico Ferreira

 

Para reverter o corte de R$ 1,5 bilhão no orçamento do Ministério da Educação, o deputado federal Danilo Cabral (PSB) apresentou emenda ao projeto de lei 30/2020, do governo federal, cancelando a destinação desses recursos para obras federais. O parlamentar destaca que o MEC já vem sofrendo com cortes de recursos e que tem enorme contribuição no enfrentamento da pandemia, não podendo ser alvo de mais uma redução orçamentária.

Danilo Cabral afirma que o atual cenário de pandemia impõe uma ampliação considerável do investimento nas redes de ensino, inclusive para preparar as escolas para o retorno das aulas presenciais. “Apesar de toda a dificuldade enfrentada por estados e municípios, o MEC não adotou nenhuma medida de apoio à educação para os entes subnacionais”, comentou o deputado, que apresentou, no último dia 6, um pedido de convocação do ministro Milton Ribeiro para prestar esclarecimentos sobre impactos do cancelamento em programas e ações da pasta.

O PLN 30/2020, protocolado pelo governo federal no início deste mês, prevê remanejamento orçamentário em diversos órgãos no valor total de R$ 6,1 bilhões. A maior parte do dinheiro será destinada para obras federais. Do total, o Ministério do Desenvolvimento recebeu a maior fatia, R$ 2,3 bilhões, para financiar obras de infraestrutura. Chama a atenção que os recursos retirados do MEC afetam justamente áreas que têm sido tratadas como prioritárias para o governo, como o financiamento da educação básica.

A emenda de Danilo Cabral ao projeto reduz o valor da suplementação, tornando sem efeito a proposta de retirar R$ 1,5 bilhão do MEC. A redução seria equivalente a 25,5% do valor previsto no PLN. O parlamentar sugere que o Poder Executivo poderia suplementar este valor por ato infralegal, remanejando recursos da própria área de desenvolvimento urbano e infraestrutura, ou, tratando-se de questão urgente e relevante, por Medida Provisória de crédito extraordinário, que não requer fonte e não computa no teto de gasto.

 

Deputado Federal Danilo Cabral (PSB-PE)

Assessoria de Comunicação 

Postado em Notícias | Por