ago 4

4 agosto 2021

Paróquia de Nossa Senhora da Assunção celebra festa da padroeira em Caruaru

A Paróquia de Nossa Senhora da Assunção, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, celebra de 5 a 15 de agosto, a festa da padroeira. A programação deste ano tem como tema “Fazei tudo o que Ele vos disser”, e conta com celebrações eucarísticas, novena e quermesse com participação de atrações culturais.

A programação começará às 19h, com a novena seguida da celebração da celebração da missa. No encerramento, no dia 15 de agosto, haverá celebração de três missas, sendo a última delas presidida pelo bispo diocesano, Dom José Ruy, às 18h. Neste dia, antes da missa, haverá uma carreata com o andor de Nossa Senhora da Assunção pelas ruas dos bairros Indianópolis e José Liberato.

Este ano, haverá o retorno da quermesse com a participação de atrações culturais. E por causa da pandemia da Covid-19, serão adotados novos cuidados para prevenir a contaminação.

“A quermesse nos recorda uma tradição popular, que faz parte da celebração da festa de uma paróquia e ao mesmo tempo nos ajuda a confraternizar. É uma oportunidade para celebrarmos diante das dificuldades deste tempo em que vivemos e fazer transbordar a alegria que vivemos na celebração do altar”, destaca o administrador paroquial, Pe. Augusto Fagnê.

Em cumprimento às medidas de prevenção à Covid-19, estabelecidas pelo Governo de Pernambuco, será limitada a quantidade de fiéis dentro da igreja. Por isso, quem desejar participar das celebrações deve agendar previamente através do link.

Confira a programação completa:


5 de agosto

19h – Celebrante: Pe. Augusto Fagnê (Paróquia Nossa Senhora da Assunção)
Atração cultural: Erisson Porto

6 de agosto

19h – Celebrante: Pe. Adenilton Moisés (Paróquia Nossa Senhora das Graças – Gravatá)
Atração cultural: Trio Tabajara


Publicidade



7 de agosto

19h – Celebrante: Pe. Alexsandro Jorge (Paróquia São José)
Atração cultural: Jessy Black

8 de agosto


19h – Celebrante: Pe. Aluízio Ricardo (Seminário Interdiocesano Nossa Senhora das Dores)
Atração cultural: Elias Guinho

9 de agosto


19h – Celebrante: Pe. Fábio Soares (Reitor do Seminário São José – Garanhuns)

10 de agosto

19h – Celebrante: Pe. Wilson Nunes (Paróquia Senhor Bom Jesus dos Aflitos e São Miguel)
Atração cultural: Albanita de Cássia

11 de agosto

19h – Celebrante: Pe. José Adjaclécio (Área Pastoral Nossa Senhora da Salette)
Atração cultural: Filhos da Assunção

12 de agosto

19h – Celebrante: Pe. Sérgio Manoel
Atração cultural: Rosimar Lemos

13 de agosto


19h – Celebrante: Pe. José Valter (Paróquia Nossa Senhora do Rosário)
Atração cultural: Roberto e Larissa

14 de agosto


19h – Celebrante: Pe. Zenilson Tibúcio (Catedral Nossa Senhora das Dores)
Atração cultural: Ministério São Miguel

15 de agosto


8h – Celebrante: Pe. Renan Sebastião (Reitor do Seminário Interdiocesano Nossa Senhora das Dores)
11h – Celebrante: Pe. Luciano Bertoldo (Área Pastoral Sagrado Coração de Jesus)
18h – Celebrante: Dom José Ruy
Atração Cultural: Banda da Polícia.

Fonte: G1 Caruaru


Postado em Agreste | Por

ago 4

4 agosto 2021

Corpo de Joaquim Francisco é velado no Palácio do Campo das Princesas

 

Foto: Hélia Scheppa/SEI

Ex-governador faleceu na última terça-feira, aos 73 anos. Parentes, amigos e políticos se reuniram para prestar a última homenagem

Foi velado, na manhã desta quarta-feira (04.08), no hall do Palácio do Campo das Princesas, o corpo do ex-governador de Pernambuco, Joaquim Francisco. O político faleceu aos 73 anos, na terça-feira (03.08), no Hospital Português, no Recife, depois de travar uma longa batalha contra o câncer. Joaquim também fez história na política pernambucana como prefeito do Recife, ministro do interior no governo do ex-presidente José Sarney e deputado federal por vários mandatos.

“Uma pessoa que dedicou a sua vida ao serviço público. Passou por muitos cargos e disputou muitas eleições. Joaquim deixa um legado de realizações, de fazer política de alto nível, com muita ética e, acima de tudo, com muito espírito público. Com certeza, vai fazer falta a Pernambuco e ao Brasil”, enfatizou o governador Paulo Câmara.

Parentes, amigos e políticos de várias vertentes se reuniram para a despedida. Após o velório, o corpo seguiu para cremação no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, em cerimônia restrita aos familiares.

ASCOM


Postado em Notícias | Por

ago 4

4 agosto 2021

Sesc abre inscrições para cursos e oficinas de cultura em Arcoverde

O Sesc Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, abriu inscrições para cursos e oficinas de cultura. Há matrículas abertas para turmas de dança, teatro, música e artes plásticas. As vagas são para crianças e adultos. As aulas presenciais começam na segunda-feira (9).

Para se inscrever, as pessoas interessadas devem ir até a Central de Relacionamento do Sesc, que fica na Avenida Capitão Arlindo Pacheco de Albuquerque, número 364, no Centro da cidade. Mais informações podem ser obtidas por meio do número (87) 3821-0864.

Confira os dados dos cursos:

 

Ballet Baby Class II, para crianças de 4 a 6 anos
Dias e horários: segundas e quartas, das 17h às 18h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Ballet Baby Class III, para adolescentes dos 13 aos 18 anos
Dias e horários: segundas e quartas, das 18h às 19h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Ballet Infantil, para crianças dos 7 aos 12 anos
Dias e horários: terças e quintas, das 16h às 18h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Ballet para Adolescentes e Jovens, para idades acima dos 13 anos
Dias e horários: terças e quintas, das 18h às 20h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Ballet para Adultos acima dos 25 anos
Dias e horários: terças e quintas, das 20h às 22h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Dança de Salão para pessoas a partir dos 16 anos
Dias e horários: segundas e quartas, das 19h às 21h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Teatro para Crianças a partir dos 13 anos
Dias e horários: segundas e quartas, das 15h às 17h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Iniciação ao Teatro, para pessoas acima dos 13 anos
Dias e horários: segundas e quartas, das 17h às 19h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Teatro Avançado para o público com idades acima dos 18 anos e experiência na área
Dias e horários: terças e quintas, das 19h às 21h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Serigrafia, para o público acima dos 15 anos
Dias e horários: segundas e quintas, das 18h às 20h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Pintando o Sete com Aquarela, para crianças a partir dos 10 anos
Dias e horários: segundas e quartas, das 15h às 17h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Experimentando a Ilustração, para crianças acima dos 12 anos
Dias e horários: terças e quintas, das 15h às 17h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Violão para Iniciantes, a partir dos 13 anos
Dias e horários: terças e quintas, das 18h às 20h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Canto e Técnica Vocal, a partir dos 13 anos
Dias e horários: segundas e quintas, das 18h às 20h
Matrícula e mensalidades: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Musicalização para Crianças dos 4 aos 6 anos
Dias e horários: nas terças e quintas, das 16h às 18h
Matrícula e mensalidades: R$ 30 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 60 (público geral)

Música para Gestantes
Dias e horários: segundas e quartas, das 19h às 21h
Matrícula e mensalidades: R$ 30 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 60 (público geral)

Cuidados com a Voz, para o público acima dos 18 anos
Dias e horários: segundas e quintas, das 20h às 22h
Matrícula e mensalidades: R$ 30 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 60 (público geral)

Música e Memória, para pessoas acima dos 50 anos
Dias e horários: segundas e quartas, das 9h às 11h
Matrícula e mensalidades: R$ 30 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 60 (público geral)

Fonte: G1 Caruaru


Postado em Sertão | Por

ago 4

4 agosto 2021

ONG constrói 109 cisternas para famílias que convivem com a seca no sertão nordestino

 

Foto: Assessoria

Projeto leva acesso à água potável para mais de 500 pessoas em situação de vulnerabilidade em Pernambuco e no Ceará

No Brasil, 6,1 milhões das casas brasileiras não contam com abastecimento diário de água (IBGE, 2019). São 18,4 milhões de brasileiros, a maioria vivendo no Nordeste, sem poder lavar as mãos e se higienizar todos os dias. Situação que é agravada pela pandemia da COVID-19 que persiste. Diante desse cenário, a organização Habitat para a Humanidade Brasil atua na região do sertão e agreste nordestino desde 2010, reparando o telhado das moradias e construindo cisternas para o armazenamento de água da chuva.

Nesta quinta-feira (5), a Habitat Brasil realiza a entrega de 109 cisternas, beneficiando mais de 500 pessoas que vivem no município de Triunfo (PE) e Itapipoca (CE). As cisternas começaram a ser construídas em julho em parceria com organizações locais e com apoio das prefeituras.

Uma das famílias que irá receber a cisterna nesta semana é a da Andréia. Mãe de duas crianças, Andréia conta que a única fonte de água disponível para beber, cozinhar e realizar tarefas domésticas vem de uma cacimba no leito do Pio Pajeú, a quase 500 m de distância da sua casa. “A água do rio não é segura, mas é a água mais limpa que eu consigo pegar. Vivo preocupada e com medo dos meus filhos ficarem doentes”.

Além do acesso à água, as famílias beneficiadas recebem capacitações sobre como manter a água potável dentro do reservatório e oficinas sobre direitos humanos e políticas públicas. Em onze anos de trabalho na região, a organização construiu mais de 600 cisternas, beneficiando cerca de 3.000 pessoas.

É o caso do Seu Adelmo, que vive em Triunfo e utiliza a sua cisterna todos os dias. “A nossa realidade com a cisterna melhorou 100%. Agora passamos a ter água de boa qualidade para usar todo dia. Minha esposa andava quase 8 km com uma lata na cabeça para buscar água e hoje ela não tem mais esse sofrimento. É um tesouro na porta de casa”, conta Seu Adelmo.

“Nós priorizamos o atendimento a famílias lideradas por mulheres e com crianças, idosos ou pessoas com problemas de saúde e deficiências morando na casa. Mas o principal critério é que sejam famílias em área rural, sem acesso a água, que recebam até 2 salários mínimos de renda familiar mensal. A mudança na qualidade de vida para as famílias é imediata. Não podemos conceber que milhares de famílias ainda carecem de acesso a este direito humano mais básico, ainda mais diante da crise sanitária que estamos vivendo”, afirma Mohema Rolim, Gerente de Programas da Habitat para a Humanidade Brasil e responsável pelo projeto.

As cisternas

As cisternas são feitas com placas de concreto com capacidade de armazenar até 16 mil litros d’água, o que é suficiente para manter uma família de quatro pessoas abastecida com água potável pelo período de um ano. Quando chove, a água cai na calha do telhado, desce pela tubulação e chega até o reservatório. Nas épocas de seca, basta usar a bomba e retirar água potável pronta para consumo, alimentação e agricultura. De acordo com a ASA (Articulação Semiárido Brasileiro), ainda existe um déficit de 350 mil cisternas para que o acesso à água potável seja universalizado na região.

Sobre a Habitat para a Humanidade Brasil – Habitat para a Humanidade Brasil é uma organização da sociedade civil que, desde 1992, atua para combater as desigualdades e garantir que pessoas em condições de pobreza tenham um lugar digno para viver. Presente em mais de 70 países, a organização promove incidência em políticas públicas pelo direito à cidade e soluções de acesso à moradia, à água e ao saneamento, em articulação com diversos setores e comunidades. Para saber mais, acesse: https://habitatbrasil.org.br.

 

ASCOM Habitat Brasil


Postado em Sertão | Por

ago 4

4 agosto 2021

Auxílio emergencial 2021: Pagamento da 5ª parcela a partir do dia 18

 

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Este mês de agosto será marcado pela transição dos pagamentos previstos anteriormente e dos novos depósitos da primeira parcela da prorrogação do benefício.


Postado em Notícias | Por